Liderança Situacional: Você Conhece?

São muitos os tipos de liderança que vêm se destacando no ambiente organizacional, embora umas não sejam tão benéficas quanto se pensa, mas, o que importa aqui é saber que o líder é uma peça chave para gerir equipes, traçar metas e alcançar resultados.

Dentre os tipos  e formas de liderança, existe uma, a situacional, que vale ser abordada. Mas o que é, afinal, liderança situacional?

Esse é um tipo de liderança relacionada com a situação presente, na qual o líder de adequa ao que lhe é apresentado naquele momento e, em  meio a essa dinâmica, estabelece um planejamento, delega funções e mantêm os membros  de sua equipe motivados a alcançar sempre os melhores resultados.

A grande diferença aqui é que, por ser moldada de acordo com a situação apresentada,  o modo de liderar é um pouco mais flexível e dinâmico, com o líder delegando funções e, ao mesmo tempo, monitorando os resultados das tarefas cumpridas pelos  membros da equipe.

Trabalho: como ser feliz fazendo o que gosta

 Nesse tipo de liderança valoriza-se muito a maturidade profissional do líder, que, se a possui, consegue manter, mesmo em meio a instabilidades ou situações adversas, a equipe unida e empenhada em obter os melhores resultados, já que, além de “liderar”, ele funciona como um eixo emocional que equilibra quem está ao redor.

E o que seria maturidade profissional? Engana-se quem pensa que maturidade profissional está relacionada com quantidade de anos de trabalho, pois ela nada tem a ver com isso Maturidade profissional, no sentido aqui empregado, está relacionada a capacidade que tem o profissional ( líder ou não ) de se adequar às mais diversas situações, de inovar mesmo em “terrenos desconhecidos” e realizar o seu trabalho, assumindo as responsabilidades pelo mesmo, o que gera um maior índice de produtividade.

Assim como é essencial que o líder tenha maturidade profissional,  é também para cada membro da equipe, sobretudo no mercado de trabalho atual, onde as coisas acontecem com extrema velocidade e é preciso saber se adaptar rapidamente às mudanças,  e aos problemas por elas trazidos, realizar suas funções e apresentar resultados sem que seja necessária a interferência do líder.

A forma de agir do líder situacional deve levar em conta o perfil de cada um dos membros da equipe. Ele precisa conhecer como cada um age, pensa e reage às situações não programadas, além de ter noção exata das suas  qualidades e limitações com vista a potencializar  o que cada um tem de melhor.

Isso é essencial porque, se numa situação não programada, ele não sabe o que pode obter de cada um, quais as limitações de cada um, não saberá delegar funções de acordo com as exigências da situação em si.

Além de saber avaliar corretamente os membros de sua equipe, o líder situacional deverá saber direcionar cada um deles, orientá-los, ensiná-los e apoiá-los para que eles adquiram confiança e se sintam seguros para desempenhar suas funções sozinho em qualquer tipo de situação.

No mais, o líder situacional é mestre em descentralizar e delegar funções, dando a cada um, de acordo com seus perfis e competências, autonomia para agir.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>