Ortorexia – Quando alimentação equilibrada vira uma obsessão

Todos os nutricionistas e profissionais de saúde prezam a melhora da qualidade de vida através da alimentação equilibrada, mas e quando isso vira uma obsessão?

A Ortorexia é uma nova patologia que surgiu nos últimos tempos, onde a pessoa tem uma preocupação excessiva com a qualidade dos alimentos, desenvolvendo um comportamento radical em sua alimentação.

Os portadores da síndrome, antes de consumir ou adquirir algum produto alimentício, confere os nutrientes, calorias e benefícios do mesmo, raramente se alimentam fora de casa, preocupados de como esse alimento foi preparado, carregando sempre algo natural parar comer caso sinta fome.ortorexia.jpg

Algumas vezes fazem jejuns prolongados, alegando uma desintoxicação caso acredite ter ingerido algo muito calórico ou gorduroso, e isso pode ser muito prejudicial à saúde, levando a hipoglicemia (queda de açúcar no sangue), que pode ocasionar tontura e desmaios.

Se alimentar de maneira saudável é bom sim, desde que não se torne uma obsessão, a carência de alguns alimentos pode levar ao desenvolvimento de anemia pelo fato de algumas pessoas deixarem de ingerir carne acreditando que a mesma trará malefícios ao organismo e algumas vezes até inanição e morte por desnutrição, além de carência de algumas vitaminas.

Nosso alimento é o combustível do organismo, se não estiver balanceado adequadamente pode acarretar em vários prejuízos a saúde.

Uma alimentação saudável deve ser composta pelo grupo dos carboidratos, considerados energéticos (batata, arroz, pão, macarrão).

Pelas Proteínas animais que são construtores (Carnes, leites e derivados) e Proteínas vegetais (feijões, lentilha, ervilha e grão de bico).

Pelas Fibras que auxiliam na regulagem e bom funcionamento do organismo (verduras e frutas).

E uma pequena quantidade de Gorduras boas (azeite, castanhas, óleo de canola, girassol), tudo sempre muito balanceado de acordo com as particularidades de cada um.

É muito importante procurar a orientação de um profissional qualificado, ele irá diagnosticar as necessidades individuais do paciente, auxiliando em sua reeducação alimentar, através de uma reeducação sem excessos a pessoa conseguirá se tornar magro e saudável para a vida toda.

Para aquelas pessoas que percebam ter esse distúrbio, e não conseguem se livrar sozinho dele, é importante conciliar ao tratamento nutricional a ajuda de um psicólogo.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>