Sorriso o melhor dos remédios

É impressionante como nosso corpo é dotado de reagentes protetores que são naturalmente acionados quando realizamos simples atitudes como caminhar, dormir ou sorrir. Citando o sorriso como exemplo, além de ser uma ação espontânea de alegria, satisfação e bem-estar, produz uma série de benefícios à saúde e influencia diretamente em nossos relacionamentos.

Simplesmente no ato de abrir a boca para sorrir são movimentados quarenta e dois músculos, o que proporciona o exercício da musculatura. Quando se trata de uma boa gargalhada esse exercício se expande ao diafragma e abdômen, atingindo todo o sistema digestivo. No cérebro, os benefícios continuam com a oxigenação causada pela respiração acelerada, desencadeando a aceleração dos batimentos cardíacos e auxiliando o envio de nutrientes do sangue ao organismo. O bem-estar proporcionado pelo sorriso produz uma substância chamada de endorfina, que auxilia na produção de anticorpos e tem efeitos analgésicos e calmantes. Outro benefício evidente é o combate ao stress e descontração no ambiente. Um ambiente descontraído estimula a criatividade e companheirismo.

Com tantos efeitos positivos sobre o corpo, não é novidade a exploração desse recurso no combate às doenças físicas e psicológicas. A chamada risoterapia ou terapia do riso promove essa prática e tem auxiliado a ciência e a medicina no combate aos males de nosso tempo. Na Europa e países do Oriente, existem diversos grupos e movimentos que divulgam e exercem esse método. No Brasil, temos o exemplo do grupo Doutores da Alegria, onde ações voluntárias e parceiras manifestam o poder da alegria para ajudar as pessoas.

Entramos em uma oportuna reflexão. A tristeza é uma questão de escolha ou circunstância? O sorriso é a expressão do momento que vivemos ou a reação do ambiente a que nos submetemos?

Para responder essa questão, basta analisar as variáveis que compõem nossa vida em seus vários prismas e situações. Se você olhar para o céu ao entardecer, verá nuvens, pássaros e uma mistura de cores resultado do maravilhoso fenômeno da aurora boreal. No mesmo instante, se você olhar para o lado poderá enxergar o lixo deixado no canto da rua, pessoas desoladas pedindo um pedaço de pão e sem expectativa de vida. Em nossas vidas, temos situações que nos fazem sorrir e outras que nos dão tristeza, remorso e dor. Não digo que devemos ignorar as adversidades e centralizar nosso foco nas coisas boas que a vida nos proporciona, e sim, deixar que o sorriso proporcionado pela boa companhia em ambientes agradáveis, nos estimulem e ajudem a ter consistência para enfrentar as incertezas e decepções que certamente estarão ao nosso redor.

Viva, mas sem deixar de sorrir!

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>