Saúde

Distúrbios do sono associados à Fibromialgia

By  | 

Problemas relacionados ao sono estão associados à um risco maior de fibromialgia em mulheres, especialmente as mulheres que são idosas ou na meia-idade, afirma um novo estudo feito nos EUA. A Fibromialgia é uma síndrome dolorosa nã-inflamatória, que afeta mais de 3 milhões de adultos no Brasil.

As mulheres representam cerca de 90% das pessoas que sofrem de fibromialgia, que normalmente tem início na meia-idade. Pesquisas anteriores descobriram que a qualidade do sono, insônia e a fadiga, são sintomas comuns experimentados por pacientes com fibromialgia, mas não se sabia até então se os problemas do sono contribuiam para o desenvolvimento da fibromialgia. Pesquisadores noruegueses analisaram cerca de 12 mil mulheres saudáveis (entre 20 e 60 anos) sem dores musculares ou distúrbios relacionados.

O acompanhamento durou cerca de 10 anos. No final da pesquisa, 327 (3%) das mulheres tinham desenvolvido fibromialgia. O estudo constatou um salto de 25% no risco de fibromialgia entre as mulheres com mais de 45 anos que apresentam problemas relacionados ao sono.

As descobertas apresentadas neste estudo indicam uma forte associação entre distúrbios do sono e o risco de fibromialgia em mulheres adultas.

A pesquisa  não apresentou uma relação dose-resposta, onde as mulheres que muitas vezes relataram problemas relacionados ao sono apresentaram uma probabilidade maior de desenvolver fibromialgia em relação às mulheres que nunca tiveram problemas de sono.

Embora o estudo tenha encontrado uma associação entre a qualidade do sono e a fibromialgia, não apresentou a causa e o efeito. Mais pesquisas são necessárias para determinar se a detecção precoce  o tratamento de problemas relacionados ao sono podem reduzir o risco de fibromialgia em mulheres, disseram os pesquisadores. De fato, os distúrbios do sono são comuns e podem apresentar risco significativo à saúde de uma pessoa, por isso, é muito importante tratá-los.

Tais distúrbios podem ser extremamente prejudiciais à saúde, pois quando não dormimos bem uma série de fatores negativos se apresentam, e esses fatores se refletem na saúde de formas diferentes. Por isso, se você sofre de problemas relacionados ao sono e não vê nehum mal aparente, pode estar enganado. Noites mal dormidas desequilibram o fluxo normal da pressão arterial, o que pode levar à uma série de problemas, principalmente relacionados ao coração.

Além disso, as pessoas que dormem mal, também correm um risco maior de sofrer um AVC. Por isso, é fundamental procurar um médico para que ele possa indicar o tratamento indicado para o caso em questão. Dessa forma, além de evitar a fibromialgia, estará contribuindo para a sua saúde forma geral.

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: kika@patricinhaesperta.com.br Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!