Curiosidades

Os perigos das relações virtuais entre os jovens

By  | 

Com o avanço da tecnologia e toda essa modernidade à disposição dos jovens, a prática de tirar fotos sexuais explícitas e enviá-las aos parceiros através do celular ou do computador, assim como o sexo virtual pode ser mais comum do que se possa imaginar. Atualmente, a sexualidade nos jovens também é muito precoce e isso acaba sendo um agravante para esta situação. Em uma pesquisa realizada em 2008, cerca de 25% dos adolescentes admitiram já ter enviado fotos de si mesmo (sem roupa ou praticando atos sexuais) para outras pessoas.

Estima-se que esse número tenha crescido em 2011, a internet chegou em um número maior de lares e está muito mais ativa na vida dos jovens. De fato, esse hábito pode ser perigoso e é algo que os pais precisam conversar com seus filhos. Mesmo sendo um assunto delicado, os pais precisam explicar para seus filhos como pode ser perigoso se expor dessa forma.

Mesmo se você olhar para 1% ou 2% das crianças em uma escola, ainda é um número alto, que são 10 ou 20 crianças se expondo e correndo riscos que muitas vezes não imaginam que estão correndo.

Fotos em que os jovens estão em poses sugestivas ou com um apelo sexual mais forte, assim como fotos com roupas muito curtas, biquinis ou peças intímas, são muito comuns nas redes sociais. No entanto, em relação à fotos em que os jovens exibem seus orgãos genitais, se masturbando ou tendo relações sexuais (que podem ser classificados como pornografia infantil) o número é menor.

Cerca de 6% dos adolescentes tiraram fotos ou gravaram vídeos de si mesmos dentro destes critérios, e cerca de 12% já receberam tais imagens. Ao contrário do que se poderia imaginar, os jovens eram muito mais propensos do que os adultos a tirarem e enviarem tais fotos, no entanto, o número de adultos também aumentou, principalmente aqui no Brasil, onde o sexo virtual também se tornou muito comum.

A troca de fotos pornograficas entre os jovens levanta muitas preocupações, incluindo o risco de que um adolescente que envia mensagens ou fotos explícitas poderia ser processados ​​sob leis de pornografia infantil. Fotos nuas também podem ser divulgadas sem o conhecimento do sujeito, usado para subornar ou chantagear alguém, ou acabar nas mãos de adultos. Outro agravante, é que atualmente existem milhares de sites que postam fotos pornograficas de jovens sem a permissão dos mesmos. E isso pode ter sérias consequências dependendo do conteúdo dessas fotos e das pessoas que possam vir a vê-las.

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: kika@patricinhaesperta.com.br Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!