Alergia e intolerância ao leite de vaca

O leite materno, sem dúvida, é a melhor opção para a alimentação de lactentes. As vantagens do aleitamento materno são indiscutíveis, incluindo as imunológicas, nutricionais, fisiológicas, odontológicas, e psicológicas.

Este texto tem o objetivo de ajudar no esclarecimento de algumas informações importantes para as pessoas interessadas pelos problemas que a intolerância à lactose e a alergia às proteínas do leite podem trazer para a saúde humana.

O que é intolerância ao leite de vaca?

A alergia às proteínas envolve princípios completamente diferentes da intolerância à lactose. Não existe alergia à lactose, pois, sendo um açúcar, a lactose não apresenta alergenicidade. Diversas proteínas podem causar alergia, incluindo as do leite, do ovo, do trigo e do amendoim, dentre outras. Entretanto as proteínas do leite e as do ovo são as que causam maiores problemas às crianças de pouca idade.

Nas proteínas do leite existem mais de 30 sítios alergênicos, que podem causar problemas. O que ocorre na alergia é a produção de grandes quantidades de imunoglobulinas contra os sítios alergênicos, causando reações as mais diversas.

No caso da alergia, é muito difícil mudar os sítios ativos das proteínas, tornando-os inativos. A melhor forma é eliminar da alimentação as proteínas que contêm os sítios alergênicos ativos. Em alguns casos, ocorre também o que se chama de alergia cruzada, ou seja, os sítios alergênicos ocorrem também em proteínas de outros alimentos, além do leite de vaca.

A alergia verdadeira é uma reação envolvendo o sistema imunológico do corpo, com formação de anticorpos nas células brancas do sangue. O sistema imunológico combate os invasores estranhos ao corpo usando os anticorpos. Quando esses invasores são bactérias e vírus perigosos, a resposta imunológica é necessária e desejável. No caso da alergia às proteínas do leite, por outro lado, a resposta imunológica seria desnecessária, além de causar diversos problemas.

Como ocorre a intolerância à lactose ?

A intolerância à lactose ocorre devido à inabilidade para digerir quantidades significativas do açúcar do leite, a lactose. Esta inabilidade resulta da falta de quantidade suficiente de uma enzima (lactase) no interior das vilosidades do intestino (dobras internas do intestino). Este problema ocorre com cerca de 25% dos brasileiros.

Intolerância ao leite de vaca

Nestes casos, as pessoas não podem consumir a lactose, pois ela não é hidrolisada pela enzima lactase chegando-se à glicose e à galactose (seus constituintes). Em conseqüência não consegue atravessar a parede intestinal para ir para a corrente sangüínea.

A lactose, então, continua dentro do intestino e chega ao intestino grosso, onde é fermentada por bactérias, produzindo ácido lático e gases (gás carbônico e o hidrogênio, que é usado nos testes de determinação de intolerância à lactose). A presença de lactose e destes compostos nas fezes no intestino grosso aumenta a pressão osmótica e drena água do corpo, causando a diarréia ácida e gasosa.
A intolerância à lactose não envolve o sistema imunológico e os problemas são causados pela inabilidade de digestão da lactose. A intolerância à lactose só apresenta os sintomas de dores abdominais, diarréia ácida e gases.

É muito comum a alergia às proteínas do leite?

A alergia ao leite de vaca é uma das alergias mais comuns em crianças, talvez porque o leite de vaca usualmente é o veículo para a primeira proteína estranha ser introduzida no estômago das crianças.
Nos adultos, a alergia pode ser considerada rara, parecendo ser mais comum em mulheres. Entretanto, pessoas de todas as idades podem apresentar alergia às proteínas do leite de vaca pela primeira vez, desde a adolescência até a idade adulta.

Embora o leite de vaca esteja implicado com problemas de alergia, cerca de 50% das crianças apresentam alergia simultânea às proteínas de outros alimentos, incluindo ovos, soja, amendoim, achocolatados, laranja, peixes e trigo. Cerca de 50 a 80 % das crianças que apresentam alergia ao leite também podem apresentar alergia a inalantes alergênicos, como pólen, pêlos (de gato por exemplo), mofo, poeira de carpetes etc.

Por que a alergia ao leite é maior na infância?

A alergia surge basicamente devido a dois fatores: predisposição genética (do pai ou da mãe) e introdução de alimentos potencialmente alergênicos antes dos seis meses de vida.
Quando nascem, os bebês têm um sistema imunológico imaturo e dependem muito dos anticorpos do leite da mãe. O sistema digestivo não está preparado para substâncias que não venham do leite da mãe. O fator principal que causa a alergia é a introdução precoce na alimentação de substâncias que causam alergias.

Quais são os sintomas da alergia ao leite ?

Diagnosticar alergia às proteínas dos alimentos requer muitas análises por parte dos médicos. A alergia pode ocorrer em mais de um alimento e os sintomas são os mais diversos. Isto torna difícil distinguir se os sintomas são devidos à alergia ao alimento ou a outros problemas.

Os sintomas da alergia podem ser classificados em seis tipos:

Geralmente, mais de um sistema do corpo estão envolvidos nas reações alérgicas. Os sintomas gastrointestinais são os mais comuns. Como pode ser observado, as reações realmente são muito diversas, dependendo de cada caso. Os sintomas da alergia podem surgir imediatamente ou até várias horas ou dias após a ingestão do alimento.

Tipo 1 – Os sintomas iniciam dentro de 45 minutos da ingestão de pequenas quantidades do alimento, causando principalmente problemas na pele, eczema e urticária. Pode também apresentar problemas respiratórios (nariz escorrendo, chiado etc.) ou gastrointestinais (vômito e diarréia). Estas crianças normalmente têm concentração de IgE elevada.

Tipo 2 – Os sintomas iniciam diversas horas após a ingestão, Apresentando, principalmente,sintomas de vômito e diarréia.

Tipo 3 – Os sintomas aparecem depois de 20 horas, ou até mesmo dias, após a ingestão,incluindo diarréia, com ou sem reações respiratórias ou na pele.

A alergia que se manifesta rapidamente tende a ser facilmente diagnosticada e é detectada no teste da pele. Por outro lado, a alergia que se manifesta muito depois da ingestão não é facilmente diagnosticada e tende a produzir doenças crônicas que. às vezes, não são relacionadas facilmente com sua causa.
O diagnóstico preciso, feito por um profissional, é essencial para que a causa seja determinada.

Qual é o tratamento para a alergia ao leite?

Quando uma criança apresenta sintomas de alergia a proteínas do leite, pode-se tomar diversas decisões, dependendo da gravidade do caso. Em crianças com poucos meses de vida, é muito difícil tomar decisões mais arriscadas (como experimentar outros alimentos), devido ao grande risco de problemas mais graves. Se a criança estiver apresentando alergia ao leite materno é possível, sob supervisão médica, retirar todos os alimentos que contêm leite (leite, queijos, iogurte, etc.) da alimentação da mãe. Isto em razão de alguns segmentos de proteínas que tem sítios alergênicos ativos poderem estar passando para o leite materno. Neste caso, deve-se complementar a alimentação da mãe com produtos ricos em cálcio, em proteínas de boa qualidade, em vitaminas etc., para evitar outros problemas. Durante a gestação, não é necessário que a mãe faça restrição da dieta devido a possíveis problemas alérgicos futuros.

Quando a alergia for diagnosticada, o alimento que a está causando deve ser eliminado da alimentação da criança. É importante observar que, em alguns casos, a própria mãe pode estar consumindo as proteínas com sítios alergênicos, e passando-os para o próprio leite. Neste caso, deve-se eliminar estes produtos da alimentação da mãe. Esta é uma decisão muito séria e não deve ser tomada sem que haja uma certeza da causa do problema, pois o leite é um excelente alimento para as mães em lactação.

Se o leite de vaca na alimentação da mãe for o problema, a mãe deve ler os rótulos dos alimentos, pois mesmo uma pequena quantidade de proteínas do leite pode causar problemas. Produtos como margarina, biscoitos, produtos de confeitarias, carne processada (salame, cachorro quente) etc., podem conter leite. Se não houver melhoras, outras causas do problema devem ser investigadas pelo pediatra.

É importante que todos os sintomas e os alimentos consumidos sejam registrados em um livro próprio, incluindo a hora da ingestão e do aparecimento dos sintomas, para auxiliar os médicos na identificação dos alimentos envolvidos na alergia.

Intolerância ao leite de vaca

Se a retirada dos alimentos à base de leite da alimentação da mãe que está amamentando não resolver o problema, deve-se então tomar outras providências. Se a criança for muito nova, deve-se passar para um formulado onde todas as proteínas foram extensivamente hidrolisadas. Existem diversos produtos no mercado, incluindo o Alfare (Nestlé), Pregestimil (Mead Johnson), e Nutramigen (Mead Johnson), que são considerados hipoalergênicos (baixa probabilidade de provocar alergias), e podem ser encontrados em muitas farmácias. Entretanto, eles têm custo elevado e gosto desagradável. Mas têm grande probabilidade de resolver o problema de alergia na maioria dos casos.

A alergia ao leite pode ser prevenida ou postergada?

Em crianças com mais de cerca de 2 anos, se o pediatra recomendar,
pode-se experimentar alguns alimentos por alguns dias, observando os sintomas com muito cuidado para evitar problemas mais graves. Se os sintomas aparecerem, deve-se interromper imediatamente a alimentação com estes produtos. A ordem que normalmente é usada é a seguinte:

– Primeiro, trocar o leite de vaca por leite de cabra, pois o leite de cabra apresenta uns dois ou três sítios alergênicos diferentes do leite de vaca. Se, por sorte, a reação alérgica for contra um destes sítios o problema está resolvido. As chances de sucesso são de cerca de 10%.

– Se o leite de cabra não resolver, tentar, então, o leite de soja. Este apresenta diferenças quando comparado ao leite de cabra e as chances da alergia acabar são maiores, estando em torno de 50 %. Neste caso, deve-se usar leite de soja enriquecido ou complementar a alimentação com sais minerais e vitaminas. O leite de soja pode ser uma opção para ser usada em crianças com reações alérgicas mediadas pela IgE, mas não pelas outras reações alérgicas.

– Caso o leite de soja não resolva o problema, pode-se tentar formulados de proteínas parcialmente hidrolisadas (Nan-HA, por exemplo), devido ao seu menor custo em relação aos formulados com proteínas extensivamente hidrolisadas. A alergenicidade do formulado com proteína parcialmente hidrolisada varia e, em muitos casos, as reações alérgicas podem não ser evitadas. Desta forma, os formulados com proteínas parcialmente hidrolisadas não deve ser experimentado em crianças de alto risco, com idade até de 12 meses, apresentando alergia à proteínas do leite. Alguns formulados com proteínas parcialmente hidrolisadas contêm lactose, devendo ser evitados por crianças com intolerância à lactose. Deve-se tomar muito cuidado com formulados com proteínas parcialmente hidrolisadas, pois vários casos de choque anafilático já ocorreram nos EUA com esse produto.

– Quando todos os produtos anteriores apresentarem problemas, pode-se usar os formulados com proteínas extensivamente hidrolisadas, pois eles apresentam poucos problemas de alergia, e têm sido usados com sucesso na maioria dos casos de alergia a proteínas.

– Finalmente, pode-se usar um formulado contendo um complexo de aminoácidos, que é recomendado para os casos extremos de alergia (Neocate).

Quais são os perigos de remover o leite de vaca da dieta?

A eliminação do leite e outros produtos de laticínios da dieta pode resultar em nutrição inadequada, a menos que substitutos apropriados sejam utilizados. Cerca de 70 % do cálcio da alimentação humana vêm do leite e de derivados. Além disso, o leite também contribui com proteínas de ótima qualidade, diversas vitaminas e energia.

As crianças geralmente deixam de ser alérgicas ao leite até cerca de seis anos. Neste caso, os produtos de laticínios devem ser tentativamente reintroduzidos na dieta a cada 6-12 meses, sob supervisão médica, para reduzir ao mínimo possível as restrições alimentares.

O leite pasteurizado homogeneizado é mais alergênico do que o leite cru?

Parece que não. As crianças com alergia às proteínas do leite de vaca mediadas por IgE apresentam a mesma reação ao leite cru e ao leite pasteurizado, homogeneizado ou não.

A alergia às proteínas pode desaparecer?

A maioria das crianças deixa de ser alérgicas ao leite: cerca de 60 % aos quatro anos e cerca de 80 % aos seis anos. Alguns pacientes podem ter as reações alérgicas por toda a vida. Se o leite for excluído da dieta por dois a três anos, a criança então tem cerca de 80 % de chances de tolerar leite em pequenas quantidades.

As crianças que ficam alérgicas após os três anos de vida têm a tendência de se manter alérgicas por mais tempo. Estudo tem sugerido que, aproximadamente, um terço das crianças e adultos perde a condição de alérgicos após evitarem os produtos de laticínios que causam a alergia por dois ou três anos. Entretanto, os pacientes com hipersensibilidade a amendoim, nozes, peixes e crustáceos raramente perdem sua condição de alérgicos. Além disso, estes quatro alimentos é que causam a maioria das reações alérgicas que podem causar a morte por choque anafilático.

O tempo necessário para a alergia desaparecer depende da severidade da reação inicial. As crianças que apresentaram sintomas de reações sistêmicas geralmente deixam de ser alérgicas depois daquelas que apresentavam sintomas de urticária em volta da boca.

Como a alergia pode ser diagnosticada?

A alergia pode ser diagnosticada por intermédio de diversos testes, incluindo os seguintes:

1. Teste de supressão: Suspensão do leite de vaca da alimentação e observação do desaparecimento dos sintomas. Se após a reintrodução do leite ocorrer o reaparecimento dos sintomas, o problema é de alergia.

2. Teste de provocação cutânea: Consiste em colocar pequenas gotas de leite diluído em água no antebraço ou nas costas e fazer um pequeno arranhão com uma agulha (esterilizada) na pele através da gota, verificando a reação ocorrida. Este procedimento deve ser realizado por um médico especializado. A reação de inchaço e de brilho depois de 15 minutos indica que o paciente é alérgico ao leite. Este método tem sido usado para testar se alguns alimentos (leite de vaca, leite de cabra) e formulados (proteínas de soja, hidrolisado de proteínas, hidrolisado de caseína) apresentam reações alérgicas na pele. O controle negativo é feito com solução salina e o controle positivo é feito com histamina. O tamanho da reação com a histamina normalmente é de 5 mm.

Este teste é mais barato do que o teste do sangue e pode ser feito no gabinete do médico. Entretanto, o teste da pele pode apresentar resultados errôneos quando realizado em crianças com menos de 18 meses.

3. Teste de sangue (RAST, ou RadioAllergoSorbent): Uma pequena amostra de sangue é retirada e enviada para um laboratório especializado. Porém, este teste não é perfeito, pois pode apresentar resultados falsos positivos e falsos negativos. Entretanto ele não causa riscos maiores para a criança e seria apropriado para crianças com história na família de reações alérgicas que podem causar choque anafilático.

Somente as reações ao leite que ocorrem após poucos minutos podem ser diagnosticadas com a da análise de sangue ou teste na pele, porque estes testes detectam a IgE que está envolvida na reação imediata. Cerca de 60% das reações ao leite são do tipo de reação tardia e, talvez, não apresentem resultados positivos nas análises de sangue ou pele.

Quais são os alimentos que podem causar alergia com mais freqüência?

O leite, ovo, crustáceos, peixes, nozes, trigo, frutas cítricas e amendoim são os alimentos que causam a maioria dos problemas de alergia. A alergia ao leite pode começar em qualquer idade, mas é mais comum em crianças com problemas de alergia na família. Felizmente, a alergia na maioria das crianças tende a diminuir ou desaparecer dos quatro aos seis anos.

Quais são os tipos de alimentos que uma criança comprovadamente alérgica pode consumir?

Antes de começar a oferecer à criança alérgica qualquer alimento diferente, é recomendável, por razões de segurança, que seja testada a antigenicidade do alimento. Pode-se utilizar um dos testes utilizados para determinar se o alimento pode causar alergias. Um formulado é chamado de “hipoalergênico” quando não causa sintomas alérgicos em pelo menos 90% de crianças comprovadamente alérgicas às proteínas do leite. Normalmente os seguintes tipos de fórmulas hipoalergênicas são utilizados:

1) Fórmulas com caseína e proteínas do soro hidrolisadas;

2) Fórmulas com outras proteínas hidrolisadas (carne e soja);

3) Fórmula com proteína de soja;

4) Fórmulas com carne de frango triturada;

5) Fórmula completa com aminoácidos misturados.

As fórmulas baseadas em caseína extensivamente hidrolisadas têm sido utilizadas por mais de 40 anos. Nestes formulados, a fonte de nitrogênio está presente na forma de peptídeos e aminoácidos livres. Eles apresentam baixas reações clínicas de alergia, têm sabor desagradável e são caros.

Os formulados com proteínas do soro extensivamente hidrolisadas são relativamente mais novos, sua fonte de nitrogênio são peptídeos e são mais palatáveis do que as formulas com caseína hidrolisada.
Os formulados com proteínas parcialmente hidrolisadas podem ser menos alergênicos do que o leite de vaca (menor percentual de alergia em uma mesma população), mas contêm polipeptídeos que podem causar sintomas de alergia em cerca de 50% das crianças que apresentam alergia às proteínas do leite.

Portanto, elas não são recomendadas para essas crianças.

Quais são os sintomas da intolerância à lactose?

Os sintomas mais comuns da intolerância à lactose são náusea, dores abdominais, diarréia ácida e abundante, gases e desconforto. A severidade dos sintomas depende da quantidade ingerida e da quantidade de lactose que cada pessoa pode tolerar. Apesar de os problemas não serem perigosos, eles podem ser bastante desconfortáveis.

Quais são os tipos de intolerância à lactose?

Existem dois tipos básicos de intolerância à lactose: a genética e a adquirida. A intolerância genética é maior em determinadas raças de seres humanos. Assim, são intolerantes genéticos à lactose cerca de 90% dos asiáticos (chineses, japoneses, filipinos, coreanos etc.), 75% dos negros, árabes, judeus, gregos cipriotas, esquimós, índios e cerca de 15 % dos europeus. A intolerância genética, entretanto, só aparece após alguns anos de vida, dois a três anos, por exemplo, apesar de haver raras exceções. Crianças de qualquer raça com menos de um ano, normalmente, são tolerantes à lactose. A intolerância aparece depois.

A intolerância adquirida ocorre quando houver fatores que possam causar doenças digestivas que promovem inchaço
das vilosidades do intestino, que escondem a lactase e não deixam que ela exerça a sua função de hidrolisar a lactose. Neste caso, os mesmos sintomas de diarréia abundante e gasosa também ocorrerão. O inchaço das vilosidades pode ocorrer devido, por exemplo, à ingestão de alimentos contaminados (intoxicação, por exemplo), diarréia infecciosa, doença celíaca e parasitas, que poderão causar irritação do intestino. As crianças, cujos intestinos são ainda delicados, são especialmente vulneráveis à intolerância adquirida.

Entretanto, quando o problema inicial for resolvido (irritação das vilosidades), a pessoa deixa de ser intolerante à lactose, pois a enzima poderá continuar a exercer normalmente a sua função. Nos casos de intolerância adquirida, o leite e outros alimentos que tenham lactose devem ser removidos da alimentação até a normalização do intestino. Afortunadamente, todos os bebes voltam a ser tolerantes à lactose após a cura do problema original.

A intolerância adquirida à lactose é, portanto, reersível, enquanto que a intolerância genética é irreversível.

Outro tipo de intolerância é aquele decorrente de cirurgias, quando, por exemplo, uma parte do intestino é removida. Neste caso, a quantidade de lactase no intestino pode se tornar insuficiente para hidrolisar a lactose, mesmo se, anteriormente à operação, a pessoa era tolerante à lactose.

Como se pode diagnosticar a intolerância à lactose?

A intolerância à lactose pode ser diagnosticada por diversos testes, incluindo:

1. O teste de tolerância, que consiste em fornecer lactose pura ao paciente e a concentração de glicose no sangue é monitorada por duas horas. Se a pessoa for tolerante à lactose a concentração de glicose no sangue aumenta, e se for intolerante ela aumenta muito pouco ou não aumenta. Este teste não é usado em crianças muito novas, pois a grande carga de lactose pode causar diarréia e desidratação, acarretando problemas sérios.

2. A monitoração da quantidade de hidrogênio nos gases exalados pela respiração, após a ingestão da lactose. O hidrogênio é produzido pela fermentação da lactose pelas bactérias quando ela chega ao intestino grosso, onde não deveria chegar. O hidrogênio é absorvido pelo intestino, transportado pela corrente sangüínea até os pulmões e, então, exalado pelo ar que sai. Se o paciente consumir leite, por exemplo, e se a concentração de hidrogênio do ar exalado aumentar, isto indica que a lactose não foi propriamente digerida. Este teste não é usado em crianças muito novas, pois a grande carga de lactose pode causar diarréia e desidratação. Alguns medicamentos e alimentos, além de cigarro, podem interferir neste teste.

3. O teste da acidez das fezes é realizado para se determinar se a lactose chegou ao intestino grosso, o que produz ácido lático e outros ácidos que acidificam as fezes. Este teste é útil em crianças muito novas e pode fornecer alguma idéia se a criança é intolerante à lactose.

Quanto tempo leva para aparecerem os sintomas da intolerância à lactose?

Os sintomas podem levar de alguns minutos até muitas horas para aparecer. A peristaltase, ou seja, o movimento muscular que empurra o alimento ao longo do estômago pode influenciar o tempo para o aparecimento dos sintomas.

Como tratar a intolerância à lactose?

Felizmente, a intolerância à lactose é muito fácil de ser contornada. Nenhum tratamento existe para aumentar a capacidade de produzir lactase, mas os sintomas podem ser controlados pela dieta. Crianças muito novas que são intolerantes não devem comer alimentos com lactose. Mas a maioria dos jovens e dos adultos não precisa evitar a lactose completamente.

As pessoas diferem nas quantidades de lactose que podem ingerir: alguns podem tomar um copo de leite sem problemas, mas não podem tomar dois copos. Outros podem consumir queijos curados, mas não podem consumir queijos frescos. O controle da dieta para as pessoas intolerantes depende de se experimentar os limites que cada um suporta, usando a tentativa e erro.

Para aquelas pessoas que reagem a pouca quantidade de lactose, é possível encontrar no mercado leite cuja lactose foi hidrolisada na indústria, antes de ser comercializado. Já existe no mercado brasileiro leite UHT hidrolisado, ou com baixo teor de lactose, sendo produzido por diversas empresas. Este tipo de leite é semelhante ao leite UHT, com sabor normal, contendo todos os nutrientes do leite, apesar de ser um pouco mais doce. Já existe também o leite hidrolisado em pó. O leite hidrolisado pode ser usado para fazer iogurte, bolos, pudins etc. e não causará problemas de intolerância.

Um desenvolvimento recente são pastilhas mastigáveis contendo lactase, que ajudam as pessoas a digerir alimentos sólidos contendo lactose. Três a seis tabletes são ingeridos antes da ingestão do produto contendo lactose.

O que é a lactose “escondida”?

A lactose pode ser ingrediente de diversos alimentos, e as pessoas que apresentam tolerância muito baixa à lactose podem apresentar os sintomas, mesmo quando ingerirem quantidades muito baixa. Deve-se ler com atenção os rótulos dos alimentos, incluindo os ingredientes. Preste atenção em subprodutos do leite, incluindo, soro, leite em pó etc.

Eu tenho intolerância à lactose, eu deveria desistir dos produtos de laticínios?

Certamente não. Além de não ser necessário, não é uma boa idéia. Adultos e crianças precisam dos nutrientes do leite para se manter saudáveis. Existem diversos meios de você se alimentar de produtos de laticínios sem apresentar os desconfortos da intolerância. Tente descobrir seu próprio nível de intolerância à lactose. Experimente beber pequenas quantidades de leite de uma vez e, então, beba mais vezes durante o dia. Beba o leite com outros alimentos e não com o estômago vazio. O leite integral é melhor tolerado porque ele é digerido mais lentamente do que o leite desnatado. Produtos como o iogurte e queijos curados podem ser melhor tolerados. Experimente o leite hidrolisado.

Texto:
Sebastião Cesar Cardoso Brandão, Engenheiro Químico, Ph.D. Laticínios
Colaboração:
Milede Abdo Lacerda Matedi, Médica Pediatra
Maria das Graças Lacerda Oliveira Cardoso, Econ. Dom., Especialista em Saúde Pública

No Comments Yet
  1. Tenho uma filha de um ano e três meses com "alergia à proteína do leite", segundo os médicos.

    Tenho batalhado muito por informações sobre isso e como posso ajudá-la a ter uma ida igual a de outras crianças.

    Poderiam me ajudar?

  2. tenho uma filha com 18 meses e foi detectada alergia ao gluten, lactose, caseina e a clara do ovo gostava de ter mais informaçao sobre isto a que tenho não é suficiente, gostava de saber que tipo de produtos posso comprar.
    Aguardo uma resposta o mais breve possivel.

    Obrigado.

  3. Sei que vocês disseram que a abstenção de leite por um período de dois ou três anos é meio radical. Mas funcionaria? Sou instrutor de Yôga em Goiânia e sei que conseguiria manter minha alimentação saudável sem problemas durante o período.

  4. o meu filho de 20 anos deu entrada ontem nas urgências com sitomas de falta de ar, sensação de desmaio, nauseas e a palpebra do olho esquerdo inchada. foi diagnosticada uma reação alergica. após pesquisa reparei que poderá estar a fazer intolerancia a lactose ( ontem jantou ovos, bebeu leite e comeu queijo de ovelha – o que deve ter provocado um "choque" alimentar)será que alguem me pode dizer se é possivel s´agora com 20 anos descobrir-se que ele tem intolerancia á lactose?ele tem episodios de rinite alergica e frequentemente nos ultimos 2 meses…

  5. Minha filha tem 1 ano e um mês e apresenta um alergia e/ou intolerância até o momento não diagnosticada. Quando ingere determinado alimento que lhe causa alergia fica com distenção abdominal, gases, diarréias extremamente fétidas e às vezes tem vômitos. Já excluí leite e derivados de leite de sua alimentação. Fui em três gastro pediatras e fiz alguns exames, mas nada foi detectado (não sei se graças a Deus ou não). Depois de várias dietas de exclusão concluí que o sucos e frutas lhe faziam mal. Não sei como contornar a situação e a dieta de Geovanna (minha pequenina) ficou cada vez mais restrita. Gostaria de ajuda no sentido de me orientarem quanto a sua alimentação e se achocolatados sem lactose podem lhe fazer mal.

  6. Tenho uma sobrinha de 1ano e 5 meses, que não foi amamentada pela mãe ( a mãe teve que tomar antibiotico), teve alergia a leite de vaca, tomou leite de soja (aptamil). E hj apresenta um quadro de muita alergia, gripe, as vezes mais vulneravel a gripe e infecções. Estamos achando que ela tem alergia a proteina do leite, tanto quanto de vaca e de soja. Gostariamos de saber o que poderia substituir o leite, vimos uma reportagem sobre o cozimento de peito de frango e depois de processado ele virava um leite, vcs tem essa i nformação? Obrigada Leticia

    1. Olá letícia, tudo bem? Tenho um sobrinho de 11 meses, que tem alergia a proteína do leite de vaca e o mmédico passou pra ele tomar o leite de soja, mas ele não se adaptou vomitava assim que bebia mas acho que era um pouco por conta do gosto, que não era muito bom.
      então começou a tomar um leite especial que é para crianças com alergia a leite de vaca e soja o nome deste leite que é em pó é Pregamim da Danone. Pegamos este leite na prefeitura porque é um pouco caro, se por a caso sua prefeitura forneça tente pegar um encaminhamento médico para eles te fornecer o Pregamim. Bom espero ter ajudado, pois realmente não é fácil, mas tmb não é o fim do mundo, e pode até ser curado. Bjs…

  7. Eu tenho um bebe de 4 meses e ha 5 semanas desenvolveu alergia ao leite de vaca, soja, trigo e ovos (segundo o teste feito pelo medico) Eu amamentava 1x por dia mas agora eu parei de vez e ontem ela teve outra reacao “feia” de alergia, pele irritada e vermelha e ela esta super desconfortavel. Ela esta tomando a formula Neocate ha 8 dias e ontem eu a amamentei muito rapido (uns 2 minutos) antes de dormir, segundo a medica nao eh a formula que esta causando o problema. Ela esta com o nariz entupido e chiado mas esta melhorando. Eliminei tudo os alimentos que causa esta alergia. Eu nao sei o que fazer… estou aflita. Moro nos EUA.

  8. Vivo nos Estados Unidos e gostaria de saber onde comprar leite em po de ovelha ,ou aqui ou no Brasil.
    Preciso por questao de saude do meu filho.
    Antecipadamente agradeco
    Marta Cerqueira

  9. Oi Marta,

    tb. moro nos EUA (Connecticut) e p/ sua informacao, a minha filha toma formula especial, NEOCATE. Pergunte ao medico do seu filho.

    Nao eh leite de ovelha mas foi a unica opcao. Caso, saiba onde comprar leite em po de ovelha eu te informo, ok?

    boa sorte.

  10. Meu filho tem um ano e cinco meses e está sob suspeita de possuir alergia à proteína do leite de vaca. O seu médico passou o leite NAN HA. O problema é que moro na área rural de Macaé/rj, no Frade, e já rodei Macaé, rio das ostras, Cabo frio e São Pedro da Aldeia (cidades visinhas) e não achei muitas latas, cinco ao todo. Estou muito preocupada. Alguém saberia me informar um modo de comprar o leite NAN HA de uma maneira mais prática e segura? Quem sabe uma entrega à domicílio? Qualquer informação, por favor, liguem para mim, ok?
    Meu e-mail: [email protected]

  11. Olá,tenho 23 anos minha mãe notou minha alergia a leite de vaca desde criança,sempre evitei alimentos q possuam leite em sua composição,porém comia normalmente biscoitos recheados,chocolates…porém em um aniversário degustei bolo c/ creme de leite(qd tinha 19 anos)sofri uma reação alérgica c/ sintomas de edema palpebral,corisa e prurido facial.Conversei com uma alergista pediátrica q me recomendou retirar todos alimentos q contenham leite em sua composição e coletei amostra de sangue p/ pesquisar IGe,faço faculdade de enfermagem e na aula de imuno foi comentado q criei tolerância porém não estou livre de um choque anafilático,será q no meu caso a alergia tem cura?Já existe chocolate a base de soja?Obrigada”

  12. tENHO UMA FILHA DE 5 MESSES QUE AO TOMA R 10 ML DE LEITE DE VACA (NINHO) FICOU COM DIAREIA E SAINDO SANGUE E DE COR VERDE . FUI INFORMADA PELO MEDICO QUE ERA ARLEGIA A LEITE COMO FAZER PARA MELHORA JÁ TEM 5 DIAS ?

    1. Gilmara, retire o leite de vaca e derivados. Também todas as proteinas, inclusive a soja, se vc estiver dando.

      Abraços,
      Dra.Teresa Pavan

  13. Oi Gilmara,
    minha filha de 6 meses tb. tem alergia a produtos de leite de vaca. Ela toma formula especial, Neocate, e eu encontro aqui nos EUA, onde moro. Eu sei que no Brasil tem leite proprio p/ criancas com este problema. Fale com seu medico e ele te indicara qual formula tomar ou caso vc amamente no peito, voce precisa eliminar tudo que eh produtos com leite da sua dieta. Eu fiz isto por 5 smeanas mas nao estava muito dificil entao optei pela formula porque uma minima porcao de leite que tomei ou comi fez minha filha sofrer de alergia pelo corpo, foi um horror! Mas desde que ela comecou com a formula eh um bebe feliz e saudavel. Nao de nada que conteha leite p/ ela, ok? Boa sorte. Solange

  14. a minha filha nasceu com alergia as proteinas de leite de vaca, rejeitou oleite do peito pois eu consumia nuito lacticinios, depois de esperimentar varios leites aceitou o Nutramigen.presentemente tem 11 anos faz alimentaçao á base de soja, mas, nao deixa de ter eczema exurbitante (pele seca,por vezes urticaria,dores de cabeça fortes e frequentes cólicas), toma antistaminico e faz hidratantes(exomega),excluimos todos os alimentos k lhe fazem mal.poderiam me dizer o que poço fazer para aliviar as consequencias destas alergias?

  15. Meu filho de 1 ano e 2 meses está se alimentando a uma semana exclusivamente com o neocate , a melhor e mais segura opção "segundo o médico" após descobrirmos alergia severa a uma série de alimentos (leite,ovos,trigo e até algumas frutas)mas sua pele parece estar ainda pior do que antes , o médico diz que é quase impossível que esta reação seja causada pelo neocate mas já estou em desespero ao ver meu filho sofrendo tanto mesmo com toda restrição pela qual está passando. Se alguém passou ou passa pela mesma situação me dê um alô .Já tive muitas decepções com médicos…diagnósticos errados… que já não posso evitar de sentir aflição . O médico que o acompanha no momento é DR Aderbal Sabrá no RJ.Não conheço ninguém com problemas semelhantes , me sinto sozinha num labirinto.

  16. Oi Silvia,
    Vc nao esta em um labirinto. Eu sei que neste momento ficamos aflitas mas o seu filho vai melhorar. Minha filha tb. toma Neocate. Ela teve uma alergia severa e a pele dela ficou muiiito feia e cocava muito. Depois de tomar o Neocate, aos poucos a pele foi melhorando e o medico tb. nos disse que eh quase que impossivel, Neocate causar alergia. Ele comentou que o unico caso, foi de uma crianca que tinha alergia a derivados de milho. A minha filha fez o teste da pele e exame de sangue. Descobrimos a alergia quando ela tinha 9 semanas e desde entao ela eh forte e saudavel tomando o Neocate. Nao uso sabonete quando dou banho, somente na area da fralda e axilas. Uso Johnson Johnson shampoo p/ lavar o cabelo e somente. Agua morna e uso creme sem cheiro tb. Estas acoes ajudaram bastante. Caso, queira escrever p/ mim: [email protected]
    Fiquem com Deus e boa sorte.

  17. Olá, tenho filho hoje com 4 anos,e tem alergia as proteinas do leite de vaca, descobri quando tinha apenas 9 meses, tomou o leite em seguida começou a espirrar e encher de bolhas ficar inchado, levamos ao pronto socorro, onde deu parada cardio respiratoria, aplicaram anti alergico na veia e adrenalina para acelerar o coraçao, foi um grande susto,mas passou. Ele fez a uma semana novamente o teste de rach cutaneo na pele onde novamente deu positivo, a aergia é tão forte que se tiver contato com a pele aparecem urticarias enormes no local, preciso ter muito cuidado com principalmente agora que começou ir para escolinha, tem uma dieta rigorosa sem leite e seus derivados, apenas com leite de soja. E é uma criança normal e muito saudevel!!! GRAÇAS A DEUS.
    OBRIGADO JULIANE

    1. Oi Juliane vc é a primeira pessoa que encontro com a mesma gravidade da minha filha ela é alérgica a proteina do leite e do avo, ela também tem 4 anos e ontem mesmo meu marido comeu pão com maionese e deu um beijo nela ,já fez uma bolha no local.Já sei o que pode dar ou não para ela comer mas vivo lendo embalagem . Ela graças a Deus é bem conformada basta vc falar que tem leite e ela não pede mais, esta semana vou refazer os exames para ver se aumento ou diminuiu espero que logo passe. Boa sorte para nós. Bjs Rebeca-Curitiba e-mail [email protected]

  18. Para os que entendem inglês, há muitos recursos no site: http://www.foodallergy.org
    Meu filho foi diagnosticado aos 4 anos como sendo alérgico a ovos e nozes. Quando bebê ele tinha muito eczema, provavelmente porque ao amamentar eu passava pra ele a proteína dos ovos e das nozes. Mas nunca teve urticária (primeiro sintoma procurado por muitos médicos aqui nos EUA), só aos 4 anos quando tomou vacina pra gripe, que é produzida com ovos. Aí é que foi feito o diagnóstico. Depois disso ainda teve uma reação que quase o levou com um choque anafilático, mas desde então temos tido sucesso em evitar esses alimentos, e ele está há dois anos e meio sem reação. A minha bebê tem alergia ao leite, mas essa a gente descobriu logo porque ela começou com eczema como ele. Ela tem 80% de chance de melhorar da alergia. Ele já não tem um prognóstico tão bom, porque foi diagnosticado muito tarde. Mas pelo menos a gente sabe o que evitar e ele tem uma vida feliz. Alergia alimentar não tem cura, a única coisa que dá para fazer é evitar TODOS os alimentos e derivados que contenham aquela proteína.

  19. Para todos os que entendem inglês, há muitos recursos neste site: http://www.foodallergy.org . A alergia alimentar é muito séria, não existe cura, e evitar o alimento que causa alergia é a chave para não ter reação. Há pessoas que melhoram da alergia (especialmente crianças, se diagnosticadas cedo), mas já ouvi falar de adultos que começam a apresentar alergia pelos 30 anos. Meu filho foi diagnosticado aos 4 anos como sendo alérgico a ovos e nozes. Tinha muito eczema quando bebê, e provavelmente era porque ao amamentar eu passava pra ele as proteínas do ovo e das nozes. Com 1 ano e meio ele começou a cuspir e salivar muito sempre que comia um biscoito ou bolo. Não sabíamos o que era; ele começou a evitar comidas e a gente achava que ele era chato com comida. Estava com medo! Aos 4 anos recebeu vacina pra gripe (que é produzida em ovos) e o braço dele ficou inchado e vermelho, e com isso foi feito o diagnóstico por um médico alergista (teste cutâneo e depois o exame de sangue RAST). Passamos a evitar todos os alimentos que contêm ovos, e também a ler rótulos pra poder evitar substâncias que tenham traços da proteína dos ovos, e hoje ele está com 7 anos e sem reação há 2 anos e meio. Tenho mais duas filhas; a do meio não tem alergia nenhuma, e a bebê é alérgica à proteína do leite. Aos 6 meses dei a ela um pedacinho de polenta preparada com manteiga, e apareceu eczema no rosto dela. Dessa vez eu já sabia mais sobre alergias; fomos ao médico, fizemos os testes e era mesmo alergia ao leite. Como ela foi diagnosticada cedo, tem 80% de chance de melhorar. Meu filho mais velho provavelmente não vai melhorar da alergia ao ovo; cada ano o grau de alergia que se vê no exame de sangue fica mais alto. Mas pelo menos agora a gente sabe o que precisa fazer. Ele é magrinho, mas normal e não está com problemas de crescimento.

  20. Tenho uma filha de 6 meses, aos 15 dias de nascida desconfiei que ela tinha refluxo, ao levar ao pediatra foi realmente diagnosticado o refluxo, desde entao estava sendo tratada com as medicacoes corretas, foi trocada o seu colchao, manter 30 min em pe depois de cada mamada, tudo certinho, depois de uma viagem aos 4 meses ela voltou com uma crise alergica muito forte, e vomitava muito. passou a nao dormir mais a noite toda e acordar para mamar durante a noite, sem saber dei leite Nestogenio a ela e as coisas comecaram a piorar a medica pediatra entao pediu um exame de citolografia para ver o grau do seu refluxo e me encaminhou para um gastropediatra. o exame do refluxo deu normal, nao apresentando , foi ai que descobrimos que ela estava com intolerancia ao leite , hoje estou fazendo dieta juntamente com ela , espero que tudo de certo daqui para frente.

  21. Oi Fabiola,
    Minha filha tb. tem intolerancia ao leite e ela esta com 9 meses. Descobrimos quando ela tinha 9 semanas, enfim, nos a levamos a um medico de alergia e gastro e desde entao, ela toma Neocate. Ela eh ativa, saudavel, sapeca, esperta etc. e segundo o medico alergista, ele espera (eu tb.!) que quando a Julia fizer 1 ano ja estara recuperada da intolerancia. Voce vera que a sua filhinha vai melhorar logo, na hora, que o organismo dela estiver preparado p/ receber leite e assim experimentar as guloseimas da cozinha Brasileira…
    bjs. e se cuidem.

  22. Olá, tenho uma filha de 6 meses e aos 3 meses diagnosticamos alergia ao leite de vaca e de soja. Está tomando neocate mas ainda assim fica vermelha, com eczema e alergia peri-labial. Osmédicos juram não ser por causa do neocate, o que vcs acham??? favor me ajudem…

  23. Oi Maria Lucia! Meu filho está no quarto mês de tratamento com neocate , descobri que o neocate comercializado e distribuído no Brasil é completamente diferente do da Inglaterra , o daqui contém até óleo de soja ( leia na embalagem), meu filho tem alergia a muitos alimentos inclusive à soja ,consegui comprar o Neocate direto da Inglaterra ,meu filho parou de vomitar e a pele melhorou consideravelmente, só agoara ele está ganhando um pouco de peso ,percebi que eles são completamentes diferentes inclusive no sabor e testura , o de lá é apresentado em versões diferentes para diferentes idades , o NEOCATE RANGERS é indicado para crianças menores de 1 ano ,ADVANCE E ACTIVE de 1 a 10 anos ,(chocolate,banana e baunilha) e vi que contém alguns ingredientes diferetes , o de lá não tem óleo de soja .Entrem no http://www.neocate.com . Estou com muita raiva e brigando para que a SUPPORTE que ouvi dizer que foi comprada pela DANONE IMPORTTE o NEOCATE exatamente como é fabricado na Inglaterra , eles alegam que o daqui foi elaborado pelo centro de nutrição Americano levando em consideração as nescessidades do brasileiro, Enfim… não me interessa quem elaborou e aprovou , o que eu sei é que meu filho vomitava em todas as refeições, emagreceu piorou usando o neocate daqui , se outras crianças se adaptaram ótimo , mas nem todas são íguais e eu já cansei de ver médicos se achando os donos da verdade quando na maioria das vezes ignoram a percepção da mãe que está 24horas lutando para fazer o melhor pelo filho,o meu por exemplo não soube explicar porque o neocatte daqui possui óleo de soja na fórmula diferente do neocate de lá. Nós temos que estudar ,investigar e ter maior atenção nas reações , melhoras ou qualquer mudança relacionadas a saúde de nossos filhos.

  24. oi teinho duas filhas com intolerancia a leite e a seus derivados, ovos,abacate,peixis, trigo e etc.
    sao tantas coisas que nao da pra escrever aqui.

  25. oi, tenho uma filha com 4 meses, minha filha vomitava muito e aos 2 meses atraves de um ultrassom foi diaginosticado que ele tem refluxo gastrico, tentei vários leites e então os sintomas aumentaram, diarréia, irritabilidade, vermelhão no corpo, então ha alguns dias descobrimos que ela tem intolerância ao leite de vaca, comecei a dar NEOCATE para ela, e a melhora já é visivel, a diarréia parou logo após as primeiras mamadas, a minha duvida é se este leite tem todas as vitaminas necessárias para ela ter um bom ganho de peso e crescer saudavel.

  26. Oi Patricia!!Depende de onde você mora , eu sou do Rio de Janeiro e aqui compramos pela SUPPORTE , cada lata de 400g custa 395,00.O Tel da Supporte no Rio é (21)3899-2233.Meu filho não está usando mais este Neocate e ainda tenho umas 6 latas então estou vendendo por 190,00 cada. Se alguém estiver interessado me ligue no (21)2521-2327 ou 8279-9972.Silvia

  27. Olá. Minha filha tomou o leite Nam por 6 meses. Depois disso introduzi o leite de vaca, sendo assim ela passou a ter vomitos, as fezes ficaram acidas e com gases. Chegou a ter até crises de asma. Isso pode ser uma intolerancia ao leite de vaca???
    Obs:com 1ano5meses fizemos o teste cutaneo e não acusou alergia ao leite.

  28. OI CAMILA! O MELHOR QUE VOCÊ TEM A FAZER É PROCURAR UM GASTROENTEROLOGISTA E PEDIR O EXAME DE SANGUE O QUANTO ANTES PARA QUE SUA FILHINHA NÃO SEJA PREJUDICADA COM UMA ALIMENTAÇÃO INADEQUADA OU SIMPLESMENTE DESCARTAR A PROPABILIDADE DE UMA ALERGIA OU INTOLERANCIA.BEIJOS E TUDO DE BOM PARA SUA FILHINHA!!

  29. Tenho uma bebe de 5 meses e descobri que ela é alergica a proteina do leite de vaca, ela não aceitou o leite de soja, comprei o leite alfaré, mas não a meio dela aceitar o gosto, ela faz cara feia e ná toma, o leite do peito esta pouco que eu faço, estou desesperada.

    Natalina

  30. Olá. Meu primeiro filho nasceu com alergia ao leite de vaca, dextrinomaltose( soja), sabonetes, açúcar cristal, casca da maçã, etc. Amamentei-o até um ano de idade, excluindo d minha alimentação tudo o que provocava seu intestino. De 1 ano até 2 anos ele tomou Alfaré; de 2 anos aos 3 anos, tomou leite de cabra. Com tres anos ele não apresentava mais reação nenhuma. Agora estou no final da segunda gravidez, e quero saber qual a alimentação adequada para esta amamentação, ja que tenho chances d ter o bebe com a mesma alergia, e qual o leite que eu poderia oferecer ao bebe mais adequado, pois meu leite demorou tres dias para "descer", dizem q por causa da anestesia do parto, então no hospital eles deram leite NAN ao bebe, e a médica disse que esse leite piorou a reação alérgica dele.

  31. olá amigos tenho uma filha de 11 anos recentemente descobrir que a mesma tem intolerancia e gostaria de saber se ela não pode comer frutas citricas pois a mesma gosta muito de suco de laranja e maracujá etc. me ajudem pois está bastante dificil para mim e para ela ter abolir de tudo que gosta porque contém leite ou é ácido. beijos e obrigado

  32. tenho uma filha de 2 anos e tem alergia a lactose no caso dala quando ela consome augum produto tipo danone bolo essas coisas que são feitas com leite de vaca da reação imediata nos pulmões da bronco peneumonia estou desesperada gostaria de saber se auguem pode me ajudar a entender mais essa doença obrigada

  33. Tenho um neto de 1 ano e 1 mês que vem sofrendo bastante com esse quadro de alergia a leite de vaca.
    Primeiramente tentamos o leite de soja, mas ele tomava muito pouco, depois o sem lactose, bem mais caro, mas parecia ir tudo bem, ele tomava tudo, até que as reações voltaram falta de ar, chiado, coceiras nos ouvidos e em visita a uma pneumologista, ouvi que devemos suspender o leite sem lactose e voltar para o de soja.
    Pensei que dando o sem lactose ele estaria protegido, mas agora, não estou entendendo mais nada.
    Fico muito aflita, porque ele foi internado duas vezes, em dois meses seguidos, com problemas pulmonares sérios (bronquiolite e pneumonia) e tudo isso se agrava com o diagnóstico de refluxo.
    O que mais posso fazer para ajudar meu neto?

  34. Olá, munha filha foi diagnosticada com alergia a leite de vaca, fez um exame de biopsia retal, o resultado ainda não saiu, porem o gastro me deu uma recita de leite de frango, já que ela não se deu com leite de soja, ele falou que é mais gostoso e barato que leites sem lactose. A receita que ele me deu está no site do Hospital São Camilo, mas o modo de preparo não é muito claro, será que vc podia me ajudar????? já ouviu falar disso, ou melhor ainda já fez ou conhece alguém que tenha feito????
    Aguardo retorno, obrigada Daieny

  35. Olá!
    Li todos os comentários acima
    e resolvi compartilhar também
    meu filho tem 9 meses… e ele só toma o leite de soja (suprasoy – sem lactose).
    Ele nao teve uma reação muito agradável ao leite de vaca…sua reação foi horrivel…ficou todo inchado e vermelho além do vomito
    fico feliz pq futuramente até os 3 anos essa alergia pode desaparecer e espero que desapareça mesmo.

    tentem o suprasoy – sem lactose
    meu filho adora…nao tem gôsto ruim e não é caro como esse neocate…custa apenas R$ 13,50 aqui em João Pessoa, obviamente que o valor pode variar de cada estado…fica aqui minha dica

    um abraço a todos

  36. Olá,
    Hoje descobri o número enorme de mães que passam pelo que estou passando… está muito difícil entender o que é exatamente a intolerância ao leite de vaca e como tratar, minha filha hoje com dois meses faz uso do Neocate e eu estou em dieta de exclusão pois ela também mama no peito e sinto falta de poder conversar com outra pessoas sobre o assunto.
    No momento estou precisando de orientação sobre como lidar com a situação e sobre como agir para conseguir acesso ao Neocate. Agradeço o espaço.

  37. Bom Dia!

    Minha filhinha de 1 mês e vinte e seis dias, está há 20 dias com raios de sangue nas fezes, o sangue que sai nas fezes é vivo, e não é em grande quantidade, o médico pediu para suspender LEITE, mesmo assim ela continua com sangue nas fezes. O QUE DEVO FAZER????????????.

  38. Minha filha tem 2anos e nove meses,sempre teve destenção abdominal e muita colica que sempre eram tratadas como gastroenterite, com o tempo comecei desconfiar de lactose, mas lendo essa reportagem pode ser alegia ao leite, porque ela come alguns derivados que não fazem mal como o leite e abolindo o leite trocado pelo de soja a destençao abdominal desapareceu e os vomitos também, agora estou aguardando o resultado dos exames de sangue, mas o que mais me preocupa é com as frutas que ela adora e não consegue digerir. E pelo fator dor associado a comida quase não come, pode me ajudar?

  39. É muito difícil detectar a alergia ao leite, mas minha filha tb teve bronquite, refluxo e etc…. . Introduzi a soja, mas as infecções continuaram com menor intensidade, então retirei á poucos dias a soja e estou notando alguma melhora. Em crianças muito pequenas realmente os testes não são precisos e será necessário vc retirar da alimentação dela e da sua caso vc ainda amamente e falar com o médico sobre a suplementação de calcio e vitaminas .

  40. Bom dia,

    Minha esposa é Celíaca e também intolerante a lactose. Gostaria de saber se tem algum livro de receitas ensinando a fazer comidas, bolos, salgados para pessoas com estes problemas.

    Grato,

    Anderson.

  41. Olá,
    Minha filha tem 3 anos e desde 1 ano e meio, ela apresentava coceiras na pele de até causar feridas, levei em alguns pediatras e dermatologistas e nunca ninguem havia pedido exames, e sim foi tratada como se fossem micoses…enfim…Hoje um médico logo na primeira consulta, pedio vários exames e constou alergia a leite!!! A minha dúvida é a seguinte, no exame tem vários niveis e o dela deu um nivel baixo, gostaria de saber se isso tem alguma diferença e poder comer em pequenas doses leites e derivados, e se tem chances de desaparecer.

    Muito obrigada

  42. Boa Tarde.
    Descobrimos a uns dias atrás, que minha sobrinha é alérgica ao leite de vaca e não sabemos o que fazer com a alimentação dela, já fomos ao pediatra que nos encaminhou a alergista, mais nem tudo compreendemos.
    Att. Viviane

  43. MEU FILHO TEM 1.6 MESES DE IDADE DESCOBRI QUE ELE TEM ALERGIA A LACTOSE
    DEPOIS QUE ELE COMEU DANONINHO FIQUEI DESESPERADA PQ EU NÃO SABIA E ELE COMEÇOU A FICAR TUDO VEMELHO E INCHADO COM BOLHAS PELO CORPO E EU NÃO SABIA O QUE FAZER ELE TINHA MAIS OU MENOS 8 OU 9 MESES E DA OUTRA FOI UM PEDAÇO DE QUEIJO QUE ELE NEM COMEU SO ENCOSTOU NA BOCA DELE E LA VAI EU DI NOVO PRO HOSPITAL SEM TE A CERTEZA TE MEU FILHO TINHA ALERGIA A LACTOSE SO DESCOBRI DEPOIS QUE EU FALEI PRA PEDIATRA DELE EI ELA PEDIU PRA FAZER ISAMES E DOU QUE ELE TEM A ALERGIA FICO CHATEADA PQ TEM MUITAS COISAS QUE ELE NÃO PODE COMER ELE VE AS OUTRAS CRIANÇAS COMENDO AS COISA QUE ELE NÃO PODE FICO MORRENDO DE DÓ MAIS A UNICAVANTAGEM É QUE ELE AINDA MAMA NO PEITO MAIS EU QUERO TIRA PRA MIM PODER TRABALHAR EU QUERIA SABER QUAIS OS ALIMENTOS QUE EU POÇO DAR SEM MI PREUCUPAR POR QUE TEM MEDO DE DAR COMIDA PRA ELE

    1. Oi Karina! Sua história é igualsinha a minha, meu filho não pode nem encostar no leite que incha e enche de bolhas. Mas mesmo ele comendo muitas frutas, legumes e comida, ele é magrinho e tem anemia, acho que é da alergia mesmo.

  44. Olá, minha filha tem 1 ano e 5 meses e tem alergia do leite de vaca, ela ja esta tomando o leite de soja, mais eu gostaria de ter uma lista de alimentos q é recomendado para quem tem este tipo de alegria….

  45. Ola tenho um sobrinho de 3 meses que esta com alergia a proteina do leite de vaca queria saber que leite poderia estar dando para ele….
    SE POSSIVEL ME RESPONDER RAPIDAMENTE

  46. Ola descobri com leite poderia dar para meu sobrinho leite de soja nao posso dar o de cabra mas se vcs tiverem mas comendacoes me madem,pois a alergia dele pode sarar com 1 anoo

  47. Oi Pessoal,
    Meu sobrinho está curado, e sobraram algumas latas para vender se alguém tiver interesse,.
    O leite é Alergomed, substutui o Pregomin e o Alfaré.
    Se houver interesse em compra-lás entre contato
    Abraços

  48. Minha filha apresentou os primeiros sintomas logo que chegou da maternidade. Hoje está completando 11 meses. Faço acompanhamento com gastropediatra, e dieta para mim e para ela. Ela ainda se alimenta do leite mateno, e por isso precisei iniciar um dieta bastante rigorosa, aos poucos foi introduzido novos alimentos, até que, hoje só faço restrinção ao leite e derivados. Minha filha se alimenta bem, é acompanhada por nutricionista e gastropediatra, no entanto seu ganho de peso é lento, chegando a ter perdas no peso ocasionalmente. Sempre pesquiso sobre o assunto. Na internet encontro registro de outros exames que minha filha não fez. Faço o Alfa1 Antitripsina (feses) e não vi relato deste exame nesta reportagem. Gostaria de contato com outros profissionais e pais para trocar experincia e informação. Meu email é [email protected].

  49. Minha filha tb tem alergia a lactose e caseina. É dificel tirar tudo que a criança gosta, e é mais dificel ainda qd ela quer e vc dizer que não pode pois da alargia. Mas enfim tenho que evitar pois é p/ o bem dela. A alergia dela é na pele e respiratória e a alergologista dela passou um remédio que ajuda Singular 4 ml e nasonex é muito caro. As vezes tenho dúvida se esta resolvendo ou não, mas percebi que ela teve uma melhora. Queria saber mais sobre este medicamento.

  50. ola me ajude eu tinha dores de cabeça terrivel constantemente medico nunhum me disse nada de concreto certo dia comi um pão com 2 fatias de mussarela e pronto minutos depois minha cabeça esplodio percebi ai que era sempre depois de tomar café da manha que era um copo de leite com pão cortei o leite a mussarela de todo meu cardapio queijo nenhum mais e minha cabeça nao doi mais tomo leite de soja ou chá mais as vezes nao tem como e acabo comendo algo que contem lactose e pronto a cabeça doi e é uma dor insuportavel pode ser intolerancia a lactoe ou alergia?????? ha e eu estava tambem com orticarias nas costas e bariga cosava muito parecia catapora depois que eu cortei a lactose sumio tudo e nao deu mais me ajude rsrsrs obrigadooooooooo

    1. OI SOU A JAQUELINE E TENHO O MESMO PROBLEMA QUE VOCE QUERO SABER QUANTO TEMPO FAZ PORQUE O MEDICO ME DISSE QUE O LEITE QUE ESTAVA CAUSANDO ESSES SINTOMAS EM MIM MAS AINDA CONTINUO TENDO DORES, ESTOU SEM TOMAR LEITE E SEUS DERIVADOS 2 MESES, MAS MINHA CABEÇA AINDA DOI DEMOROU QUANTO TEMPO PRA VC PERCEBR, OBRIGADO! AGUARDO RESPOSTA

  51. Gostaria de saber se alimentos que tiveram contato com locais que foram feitos alimentos com leite, ficam impróprios ao consumo para alérgicos ou intolerantes a proteína do leite. Por exemplo: fritar um salgadinho sem leite no mesmo óleo que foi frito um com leite.Preciso muito desta esposta Obrigada!!

  52. Minha filha tem 9 meses e tem alergia à proteínas do leite, além das papinhas, frutas e mamadeiras (ela mama o Neocate), fico sem saber o que posso dar à ela, pois tenho mais duas crianças que se alimentam normalmente. Alguém pode me ajudar??

  53. Ola! Meu filho, hoje com dois anos, sabe bem o que é isso. Além da lactose e caseína também tem alergia a fígado bovino. Em paralelo, foi descoberto o motivo de tantos vômitos: ele tem uma esofagite eosinofílica. Faz endoscopias para acompanhamento. Utiliza remédio diário para controle da esofagite, porém, a alergia não passa. Tenho receio de colocá-lo na escolinha, pois reage ao contato com a lactose/caseína, mesmo sem consumir. Tenho fé de que em breve tudo estará resolvido.

  54. olá, meu bebe de 1 aninho é alergico a proteina do leite de vaca…descobri qdo ele tinha seis meses,fui dar mamadeira e a boquinha ficou toda empolada,mesmo ele não tendo aceitado o leite…fis o exame rast,e deu alergia grau 5…tentei oferecer o pregomim, mas não aceitou…tenho ainda algumas latas,se alguem se interessar 🙂 hj ele toma soja,mas fico em duvida do que oferecer a ele durante o dia,pois ele não ganha muito peso,so comendo frutas e papinha…se alguem tiver sugestões [email protected]

  55. Tenho 15 anos,ha 3 meses que pareço ter alergia a leite,é horrível,to magra,nao concigo comer bem ,cerca 95% da minha alimentaçao diária vem de derivados do leite,no qual passo mal.EM fim porfavr . quero ajuda para a minha alimentaçao correta.

  56. Meu filho toma Neocate, fornecido pelo governo desde os 6 meses, tem alergia á lactose, proteína animal e soja, como o leite é horrível eu coloco aquele chocolate dos 2 Frades da Nestlé, que é garantido ser só cacau, e açúcar, assim ele aprendeu a tomar aquele leite horrível melhorado
    Abçs

  57. Minha filha tem alergia a leite, muitas pessoas me disseram que eu precisava retirar o leite da minha alimentação mas o pediatra de minha filha disse que isso não seria necessário devido o leite ingerido não passar para o leite materno. Assim sempre me alimentei normalmente (adoro leite) e minha filha vem apresentando desenvolvimento normal.

  58. Olá, uma coisa que não foi comentada é a qualidade do leite que está no mercado. Esse produto vendido como leite, está bem longe do que sua forma original. O leite que não é orgânico está todo deturpado pelo tratamento de antibióticos que a vaca tomou, os pesticidas das plantas que ela comeu ou poir, das vacas que são alimentadas com ração animal (a vaca é ruminante, sua natureza é produzir proteína a partir das plantas e não de outra proteína animal). Ainda, o leite passa por diversos processos, como levado a altas temperaturas. Que elemento é levado a alta temperatura que não muda sua conformação?
    Acho que essas questões deveriam ser consideradas nas pesquisas sobre reações adversas ao leite. Pesquisas deveriam ser feitas com as pessoas que toma leite orgânico, de vaca"feliz". Aí teríamos um verdadeiro diagnóstico a respeito do leite.
    Em relação ao leite de cabra e o de soja, também já estão circulando estudos de suas adversidades. O de cabra por ser muito ácido, e o de soja por alterar a produção de hormônios de crianças (fora que dizem ser todas as sojas trangênicas).

  59. Tenho 31 anos, descobri recentemente que tenho 100% de intolerância a lactose, mas desde que nasci tenho problemas com leite, sempre evitei o consumo de leite e derivados mas as vezes acabava consumindo, mas ultimamente passo muito mal, tenho muita dificuldade até pra respirar, é quase impossível deixar de consumir 100%, to comendo um biscoito olho na formula tem leite em pó. Aceito sugestões. abraços

    1. Ola Valdene, tenho 38 anos, e descobri recentemente também, há um ano que tenho intolerância 100% e também Sindrome do Intestino irritável, minha sugestão a voce, e cuidado mesmo para não consumir alimentos com lactose, olhe todas as embalagens, e pesquise sobre receitas sem lactose na net. Eu faço bolos, tortas, sobremesas, tudo sem lactose.

      Minha esperança é que esta intolerância que é adquirida pode sumir da mesma forma que apareceu, assim espero, até lá é conviver com isto, e cuidar muito bem da alimentação.

    2. Oi Valdene! Eu tenho um filho de 1 ano e 2 meses com o mesmo problema. Sabe nos supermercados as prateleiras com comidas lights e diets, costumam ter alimentos para pessoas alergicas a lactose e outras alergias. Encontro bastante biscoitos com 0% lactose lá, e experimenta usar o leite de soja, tem uns com sabores de coco, morango, banana, no início não é muito bom de tomar, mas acredite vc acostuma e fica melhor que iogurte. E na internet você pode achar receitas deliciosas sem lactose, tudo no começo é mais difícil mas vc se acostuma e depois nem nota a diferença, beijo e boa sorte.

    3. O chato é q não se pode comer em festas, restaurantes, padarias, tem dias q dá vontade louca de algum alimento q vemos…os olhos sobressaltam e o boca fica cheia d'agua. NÃO sou chegada a doces mas tem época q dá uma vontade e td vai leite, manteiga, farinha…Tenho intolerancia a lactose e ainda a gluten…boa sorte pra nós

  60. No livro “Your life in your hands” ("Sua vida em suas mãos"), a professora Jane Plant, geoquímica e chefe científica do British Geological Survey, conta como sobreviveu depois de cinco tumores mamários e a práticas médicas convencionais para tratar o câncer – simplesmente eliminando de sua dieta todos os alimentos lácteos.

    Quando diagnosticaram o câncer de mama na primeira vez, ela se submeteu a uma mastectomía e a irradiação dos ovários porque lhe disseram que assim provocava-se a menopausa, suprimia-se a produção de estrogênio e se poderia curar o câncer. Mas isso não aconteceu. Pelo contrário: o câncer se reproduziu por até quatro vezes. Ela sofreu a amputação de uma mama, submeteu-se a radioterapia e a quimioterapia.

    Aproveitando uma viagem do marido à China, Jane – que já estava sem esperanças – verificou que nesse país tal enfermidade era quase inexistente, pois só uma em cada 10.000 mulheres morre de câncer de mama na China, enquanto no Reino Unido os números oficiais falam de uma em cada 12.

    Investigando a forma de vida e alimentação dos orientais, Jane e o marido descobriram que as mulheres chinesas não tinham câncer de mama nem os homens desenvolviam tumores prostáticos porque são incapazes de tolerar o leite e, portanto, não o tomam. E mais: chineses são incapazes de compreender a preocupação ocidental por tomar leite de vaca. Eles nunca o utilizam – muito menos para amamentar os bebês.

    Não é à toa que mais de 70% da população mundial tenha sido incapaz de digerir a lactose. Jane acredita que a natureza tenta nos avisar há tempos que estamos comendo um alimento errado.

    Quando Jane escreveu tudo isso, estava fazendo quimioterapia por causa do quinto tumor mamário. E foi então que decidiu suprimir por completo a ingestão de lácteos, incluindo todos os alimentos que contêm algo de leite: sopas, biscoitos, pastéis, margarinas, etc. Resultado: em poucos dias o tumor começou a encolher. Duas semanas depois da segunda sessão de quimioterapia e uma semana depois de haver suprimido o leite e seus derivados o tumor começou a incomodar-lhe. Logo abrandou e começou a minguar. Umas seis semanas depois havia desaparecido.

    O oncologista de Jane, do Charing Cross, do Hospital de Londres, ficou surpreso ao examiná-la e não encontrar o tumor. Pelo visto, não esperava que alguém com um câncer tão avançado — pois já havia invadido o sistema linfático — pudesse sobreviver.

    Felizmente, aquele oncologista conseguiu superar seu ceticismo inicial e na atualidade recomenda uma dieta sem lácteos aos seus pacientes.

    Convencida de que deixar de tomar lácteos era o que lhe havia salvado a vida, Jane Plant decidiu partilhar os seus conhecimentos e sua experiência no livro antes mencionado. E de imediato mais de 60 mulheres afligidas de câncer de mama se puseram em contato com ela para pedir-lhe conselho. E seus tumores também desapareceram.

    “Ainda que não tenha sido fácil aceitar que uma substância tão “natural” como o leite pudesse ter tais repercussões para a saúde, agora não tenho dúvida de que a relação entre os produtos lácteos e o câncer de mama é similar à que existe entre o tabaco e o câncer de pulmão”, explica Jane Plant.

    Outras pesquisas atentam o fato. Em 1989, por exemplo, o Dr. Daniel Cramer, da Universidade de Harvard, determinou que esses produtos estão implicados na aparição do câncer de ovário. E os dados sobre o câncer da próstata conduzem a conclusões similares. A própria Organização Mundial de Saúde (OMS) afirma que o número de homens que padecem deste câncer na China é de 0,5 por cada 10.000, enquanto no Reino Unido o número é 70 vezes maior. O segredo está, sem dúvida, no não-consumo de lácteos.

    Para a professora Jane Plant, o leite de vaca é um grande alimento, mas só para os bezerros. “De fato estou convencida de que salvei a minha vida por deixar de consumir leite de vaca. Só desejo que a minha experiência possa servir a mais mulheres e homens que, sem o saberem, podem estar, ou virem a estar, enfermos por causa dos lácteos que consomem.”

    Em seu livro, além de detalhes da sua própria experiência e dados interessantes sobre suas investigações acerca dos efeitos do leite de vaca sobre nossa saúde, Jane dá uma série de recomendações nutricionais que se resumem em alimentar-se basicamente de leite de soja, chá de ervas, sementes de gergelim, tofu, nozes, muita fruta e verduras frescas.

  61. minha filha tem 1 ano 5 meses e tem muita cólica já não toma mas leite por que as cólicas intensificam, mas sem ele tem cólicas do mesmo jeito, ate para amamentar no peito tem horas não é sempre que ela contorce os pezinhos e geme,não bebo leite e derivados pois me dão azia, as vezes na hora da alimentação 'almoço' ela come algumas coleradas e rejeita o restante fica beliscando a barriga imediatamente, vive com a garganta inflamada ate dar febre de 39, fica segurando a comida na boca para depois engolir como se estivesse medo de comer perco horas com ela na hora das refeições distraindo ela com alguma coisa para comer algumas coleradas ,ela e assim desde pequenina vive com a boca cheia de aftas tenho medo de dar alimentos diferentes para ela frutas acídas,ja troquei de pediatra 3 vezes ela faz tratamentocom a gastro já tomou label para refuxo sem exames para detectar algo tem prisão de ventre dorme mal a noite e o pediatra disse que é sonho ele falou que eu estou precisando de pisicologo pois ela não tem nada

    1. SUA FILHA TEM ALERGIA AS PROTEINAS HETEROLOGAS< OU SEJA< OVO NEM PENSAR!!!

      CORTE LEITES E DERIVADOS, CARNES, CITRICOS, ALIMENTOS INDUSTRIALIZADOS COM CORANTES. O INTESTINO ESTÁ INFLAMADO!!!
      DÊ UM CHÁ BEM FRAQUINHO DE CHÁ DE ALECRIM. FAÇA BEM FRACO. O ALECRIM FAZ O MESMO PAPEL DO OMEPRAZOL (QUE RETIRA A B12, Mg etc DO NOSSO ORGANISMO).
      FAÇA O CHÁ BEM FRACO E DÊ ANTES AS REFEIÇÕES.

      DRA. TERESA PAVAN

  62. Descobri que minha filha tem intolerancia a proteina do leite aos 2 meses de vida.Foi uma fase muito difícil pois ela gofava muito e também tinha diarréia explosiva…além de muita cólica,não conseguia conciliar o sono,ia dormir 3 ou 4 da manhã…uma experiência terrivel,eu chorava todos os dias,falava com várias pessoas ,ninguém acreditava em mim,pois eu achava que algo estava errado e todos diziam que toda criança tinha cólica,até que ela parou de ganhar peso e então levamos no gastropediatra.Começei a fazer a dieta,ela melhorou bastante.Antes de completar 4 meses ela teve bronqueolite,e agora que completou 4 meses,a nutricionista me liberou o ovo,foi terrivel,nariz entupido,coriza ,palpebra inchada,gemendo e etc…eu achava que era gripe,fiquei desesperada e acabei achando este site e descobrindo que é reação ao ovo.Parei de comer.O médico dela passou pregomim pepti,mas ela não suporta.Fico desesperada pois gostaria que ela tomasse.
    Alguém tem alguma dica?

    1. Tatiana passo pelo mesmo problema com um sobrinho, ele tmb tem que tomar o pregomim, mas estamos a procura de algum complemento para acrescentar ao leite pq não tem um gosto muito bom, achei na internet um achocolatado orgânico da marca Native, que no site que achei dizia ser para crianças com alergia a lactose, então precisamos ver com nutricionista se quem tem alergia a proteínas do leite tmb. Bom se caso encontre algo sem adição de leite de vaca por favor entre em contato comigo pelo meu email: [email protected]. Obrigado …

    2. Passo pelo mesmo problema e minha filha rejeita totalmente o leite isoladamente, como ela ainda mama com 6 meses estou tranquila mais terei q sair para trabalhar e não sei o que deixar além de sopinha. Já dei o pregomin e o neocate mais não de certo…tentei passar com frutas como pêra, mais não sei se tem problema, não falei com a pediatra ainda…mais assim ela tomou. Também preciso de ajuda, se souberem de mais opções como o cremogema me informem por favor.

  63. Estou em dúvida, minha filha tem 05 anos, e deu no teste de sangue que ela tem alergia ao leite de vaca, deu 0.79, e o normal é menor que 35. Quero saber se esta alergia que ela tem , fica espirrando toda hora,embora o nível de alergia total dela deu 853, o normal é 90. O leite desnatado substitui o de vaca?

    1. Querida mãe, o leite desnatado não substitui o leite de vaca. O nome desnatado é porque o seu índice de gordura é zero ou está diminuido. As alergias estão direcionadas as frações das alfalactoalbuminas , betalactoglobulinas e caseínas contidas no leite de vaca.
      O teste de sangue, serve para marcar a IgE total, que é indicador da imunoglobulina E reativa e outros exames precisam ser feitos. Se ela, tem 5 anos, o melhor é o princk test (especificidade/afinidade),ou seja, o teste cutâneo para 80 alimentos.
      Vc não citou outros exames, que peço: Hemograma completo, eletroforese de ptns, imunoglobulinas : IgA,IgE total, IgM,IgG (1,2,3,4),fenotipagem linfocitária: CD3-CD4,CD3-CD8,CD19 e CD56.
      Tb, peço anticorpos antiendomisio, anticorpos anti-gliadina.

      Abraços,DraTeresa Pavan
      Nutricionista Funcional

  64. meu subrinho e alergico a leite e hj ele tem 1 ano 6 meses e tenho fé oro por ele que Deus vai trazer a cura pra vida dele queria q fosse rapido mas como nao e no meu tempo mas sim no tempo de Deus ele toma um leite que chama new keit custa 545,00 minha irma ganha umas latas e todas as familias q passam esse problema seja perseverante pq se for da vontade de Deus DEus vai trazer a cura na vida de todas essas crianças

    1. ACREDITO JUNINHO E CONCORDO COM VC TENHO UM FILHO TOLERANTE COM 2ANOS DE IDADE E TENHO FÉ EM DEUS QUE NO TEMPO CERTO DEUS IRÁ TRAZER CURÁ NA VIDA DELE.NADA NA NOSSA VIDA É POR ACASO ,DEUS QUER FALAR COM CADA UM E ELE SABE COMO SE ACHEGAR.VAMOS TER FÉ E ACREDITAR PORQUE O NOSSO DEUS É UM DEUS DO IMPOSSÍVEL.

  65. tenho gemeos com dois anos e meio e descobri que os dois tem alergia a leite de vaca e seus derivados queria pedir para me enviar uma lista de alimentos que eu posso dar para eles comer .

  66. meu bebê tem 3m e 10 dias,tem lábio porineo e fenda palatina, diverticulo de mecker, alergia a lactose,ele é prematuro de 7meses,nasceu com 1.265kg,hoje está com 2.700, esta a baixo do peso preciso engordá-lo,para poder fazer a primeira cirurgia do lábio,mas ele deve esta no minimo com 6.500 para poder operar o que devo dá-lo a´lém do leite da amamentação(estou com dieta restrita sem derivados do leite e sem podercomer carne vermelha, ordens do gastropediatra). me de umas dicas…

    1. Oligassac é u caboidrato que vc põe no leite ,suco etc queajuda a ganhar peso.Avenda e feita em loja de produtos naturais e esportivos,o pediatra diz a medida uma colherinha de café poex,boa sorte

  67. tatiana, tenho uma filha com problemas parecidos , a minha tomava pregomin e por causa da Danoni não fazê-lo mais tive de passar para o pepti a minha esta tendo varias reações como diarréia , inchaço abdominal, reações alérgicas no corpo bolinhas , e hoje sangrou no nariz , estou enloquecendo e buscando soluções. Soube do alergomed que seria o mais próximo do pregomin que ela tomava acredito que possa ser a melhor opção agora… agora preciso conseguir no mínimo uma lata para testar… bem espero ter ajudado …

    1. Adriana, Boa tarde, Minha filha hoje tem 5 anos e tive o mesmo problema com o pregomin pepti, ela hoje toma o Alergomed esta super bem, copro hoje o alergomed na Nutriservice

  68. Gente meu bb ficou doente com um mes de vida o medico diagnosticou bronquiolite,antes do terceiro mes ficou novamente doente e chegou a ser internado c/ diagnostico de bronquiolite novamente, porem depois de 8 dias de internaçao ele continuou com chiado no peito, muita tosse, viviamos no hospital, ele tomava muitos remedios, anti alergicos, antibioticos e nada melhorava, fui a varios medicos q outras vezes diagnosticaram como bronquite, porem a crise nunca cessava ate que fui a um otorrino e ele me pediu para suspender o leite de vaca (nesta epoca ele tomava o aptamil) mesmo sem acreditar neste diagnostico antes de fazer exames suspendi o leite e substitui pelo nan soy, gracas a deus o medico estava certo no diagnostico meu filho melhorou 100% depois q suspendi o leite, hj ele esta com 1 e 7 meses e muito bem, porem ainda nao introduzo nada que contenha leite, pois caso ele tenha contato os sintomas aparecem em ate 24 horas e sao demorados a curar…
    Bom dividi esta historia pq foi muito dificil ate descobrir o problema…
    Bjus mamae do Dudu…

  69. meu filho tem 11 meses e foi constatado que ele tem intolerância a lactose. o Médico passou Nan Soy, que é um leite em pó sem lactose. Eu gostaria de saber se vcs sabem de um tipo de farinha de mingau que nao possua lactose para crianças com menos de um ano. Eu sei que tem o Vitalon, mas, esse é para crianças com a partir de 4 anos.
    Meu email é [email protected]

  70. Boa noite! tenho um filho de 15 meses e desde os seus 11 meses que lhe deixei de dar a mama. e comecei a dar o APTAMIL. Só que à uma semana atras comecou a ter cólicas e diarreia , entretanto levei o a pediatra que mandou fazer uma dieta e substituir pelo Aptamil sem lactose, e resultou. Mas hoje voltei a dar lhe o APTAMIL que costumava beber e teve novamente diarreia e ficou com a cara cheia de borbulhas. A questao e que ja lhe tentei dar outro leite sem lactose e le nao bebe e chora mt pois adormecia com o leite! Sera que me podem ajudar que leite comprar se alguma mae ja passou por alguma situaçao identica. obrigada

    1. Olá Patrícia, essa semana passei com a pediatra homeopática do meu filho e ela passou o Nan sem lactose, ela solicitou que eu pingasse 1 gotinha de essência de baunilha no leite para dar um gostinho melhor, ou vc pode ferve a água com um pedacinho de canela em pó e com essa água vc faz o leite, o sabor vai ficar melhor.
      Meu filho não tomava mais que 60ml de leite e ele tem 6 mese e meio ele teve alguns probleminha e a doutora achou melhor mudar o leite para sem lactose e acrescentar a baunilha ou a canela em pó. Deu certo, pois ele toma rápidinho. Antes demorava mais de 30 min. para tomar e no momento ele está tomando 120ml.
      Espero te ajudar.
      Boa sorte!!!
      Andressa

  71. Bom Dia,,Minha filha tem 8 meses e tem alergia ao leite,,,no 2º dia de vida a enfermeira do hospital deu leite de vaca,,,segundo li,,isso deve ter sido o causador da alergia. gostaria de saber que tipo de alimentos podem suprir as vitaminas, calcio, enfim tudo que contem no leite de vaca que são essenciais ao desenvolvimento humano. obrigado…

  72. Minha filha tem dez anos, e desde os 4 foi diagnosticado que ela tem intolerancia à lactose, desde que parei de amamenta-la ela vomitava sempre, quase todos os dias, logo depois que tomava iogurte que ela adorava,eu nunca achei normal, mas a pediatra dizia que era, pois o estômago dela era mais sensível, após o nascimento do meu 2ºfilho, ele também começou a ter sintomas, mas eram diferentes, pois tinha uma broncopneumonia atrás da outra, uma pneumologista pediu os exames e diagnosticou alergia à lactose, suspendemos todos alimentos com lactose e ele nunca mais teve esse problema.

  73. No entanto minha filhinha continuava a vomitar, em um ultrasson que a pediatra pediu para pesquisa de refluxo deu positivo e começamos fazer o tratamento de refluxo, foi aí que tudo piorou, pois os vômitos cessaram e o leite começou a afetar seu pulmão, foram seis meses de sofrimento com uma tosse constante que não passava, usamos todo tipo de medicamento (para asma, bronquite) e nenhum dava jeito, até que procurei a mesma pneumologista que havia descoberto a alergia do meu filho.
    Em um único exame foi diagnosticado, o resultado aceitável era de 35, o da Mayra era 675, absurdamente acima de tudo que era aceitável, só que minha filha ja estava com 4 anos de idade, e infelizmente a alergia só se cura quando é diagnosticada precocemente, até no máximo 3 anos de idade. Já sofremos e ainda sofro muito por essa alergia, procurei todos os médicos que pude, pois nela afeta a pele, ela sangra pelo nariz e pela boca se ingere qualquer coisa com lactose, e sem contar o pulmão que a proteína afeta diretamente.

  74. Há 15 dias ela teve uma pneumonia, causada por um pedacinho de queijo provolone que ela comeu escondido. Estou tentando agora fazer tratamento homeopático, a alergia não diminuiu nem um pouco, mas a pele dela melhorou muito, ja que esse era também um grande problema, pois qualquer machucado nela inflamava.
    Gostaria de dividir esta minha experiência com vocês, pois por falta de informação hj não consigo mais curar minha filha e espero ajudar as pessoas, pois se diagnosticado precocemente tem cura, meu filho por exemplo não sofre mais com esse problema.
    Mães amamentem seus filhos por pelo menos 2 anos de idade, eu amamentei os meus até os 8 meses, e me arrependo, pois quem sabe conseguiria ter evitado que eles e principalmente minha filha querida sofresse tanto com esse problema.
    Um abraço a todos.

  75. minha bebe tem intolerancia a lactose nao comprovada ainda (1a 3m), pois suas 2 irmas mais velhas têm, amamentei ate os 8 meses e agora toma leite de soja, mas percebi que seu coco tem um cheiro muito forte (parece cloro), porem nao é acido, pois nao assa. Acredito que se tivesse algo de errado o primeiro sinal seria assaduras. Estou certa?

  76. Olá ,a minha filha também teve alergia, mas já passou, començou com 3 meses e com 18 meses já não tinha, então sobrou latas de Nutramigen eu dou de presente para quem necesitar. Mas eu vivo na Espanha, assim quem quiser tem que arcar com os gastos de envio.
    Obrigada, são 8 latas que custam 36 euros cada uma.

    1. Oi Alexandra tudo bem? hoje li seu recado..eu moro na Italia tenho uma filha de 4 meses e essa semana descobri que ela tem alergia a leite,ela ficou internada 3 dias fizeram o exame e deu positivo e eles mim passaram esse leite Nutramigen pra mim dà pra ela…a primeira lata eles mim deram,eu estou tentando continuar amamentando ela mas tenho que fazer a dieta…eles disseram que posso da o leite tbm,entao se vc ainda nao deu essas latas de leite e ainda quer da de presente eu agradeço…podemos entrar em contato ok…meu e-mail è carla_2005_brasil @hotmail.com…a guardo respostas…

  77. Boa tarde! Tenho uma filha com 1 ano que ainda amamento, mas quando ainda tinha 3 meses de idade ela teve bronquiolite. Ficou 5 dias internada no balão de oxigênio, toda entubada dava dó. Depois disso a Aurora sempre estava com tosse, e a pediatra dizia que era tosse alérgica. Eu fiquei quase louca pois não sabia de onde vinha essa tosse. Um dia meu marido fez uma mamadeira com leite de vaca e achocolatado e deu pra Aurora. Conclusão eu e ela não dormimos, deu uma tosse tão forte que ela delirava de febre. Foi ai que descobri a causa da alergia.

  78. TENHO UM NETO DE 9 MESES E TEM INTOLERANCIA A LACTOSE,ESTAMOS PERDIDOS COM RELAÇÃO A SUA ALIMENTAÇÃO.GOSTARIA DE RECEBER ALGUMAS DICAS.VALE SALIENTAR QUE O MESMO NÃO MAMA.AGUARDO RETORNO.DALVA BEATRIZ.([email protected])

  79. Meu filho tem 2 anos e 3 meses, está com alergia ao leite de vaca e soja,preciso de uma lista de alimentos que ñ contenha esses ingredientes.Estou muito triste.Meu contato é:[email protected]

    1. Olá Islea, o meu filho de 6 meses tem as mesmas alergias e ainda mama no peito, e estou tendo que fazer a mesma dieta. Além disso, está fazendo uso do leite Neocate (leite a base de aminoácidos). No início é muito difícil, mas depois acostuma. Estou passando horas no mercado lendo ingredientes de cada produto, e até hj não achei nenhum biscoito água e sal ou cream cracker ou maria (maizena) q não tenha nem soja nem leite.Cuidado com os presuntos, peito de peru, nuggets, pois tem proteína de soja.
      se ele não tiver intolerância a carne vermelha tem algumas mortadelas que não tem soja nem leite (procure a light; salame, presunto de parma (checar sempre os ingredientes); pão de forma golden vital, a maioria dos pães árabes/sírio) cuidado se tiver margarina no ingrediente não pode; batata ruffles pacote azul tradicional, batata palha elma chips, batata com sabor de frango grelhado da elma chips, stiksy elma chips, amendoin hit nut tradicional e outros sabores mas tem q checar; creme vegetal becel original (caixa azul), geléia queensberry, a maioria das massas de macarrão podem (aletria, cabelinho de anjo, … macarrão de arroz). vc pode fazer tb bolos de cenoura com calda de laranja, bolo de chocolate que leva água e utilizar cacau em pó, bolo de baunilha, bolo de laranja ( todas essas receitas vc pode encontrar na internet utilizando óleo (canola ou girassol), as crianças gostam muito de comer em forma de cupcake. Há tb receitas de biscoitinho amanteigados (troque a manteiga ou a margarina por becel. O problema maior é comer na rua, pois a maioria usa, manteiga, margarina ou óleo de soja para realizar suas frituras, arroz, temperar,…
      Se tiver uma loja de Pretzel, pode comer a massa, pois quando chequei a mesma leva apenas água, farinha, gordura vegetal, água e fermento. O detalhe está nos temperos pode ser o de açucar com canela, e napolitano (apenas temperos).
      Infelizmente não há muitas opções para comer fora.
      A melhor orientação que posso lhe dar é procurar um gastropediatra e nutricionista. É o que estou fazendo. E SEMPRE ler os ingredientes das embalagens. O meu tempo de mercado triplicou. Já fiquei muito triste tb, mas vai melhorar. A única coisa que incomoda muito é não poder comer fora.
      Espero ter lhe ajudado.
      Gabriela

  80. ola,meu neto esta tendo diarreia constante ja foi internado 2 vz com diarreia e vomito o medico pediu p comprar o leite pregomin ou alfrre so que nao tenho condiçoes e mto caro gostaria de saber se consigo comprar diretamente do fabricante e o endereço.grata nancy.email [email protected]

    1. Nancy, bom dia! Procure saber em sua cidade o programa do governo para crianças portadoras de alergia alimentar, neles há o acompanhamento do pediatra + nutricionista e as vezes gastropediatra. Lá haverá o fornecimento do leite e acompanhamento. Eu estou no programa da minha cidade e estou recebendo o leite, fui muito bem atendida.
      Há tb o programa da support sabor de viver com entrega em domicilio. Para aderir ao Programa ligue para
      Grande São Paulo: (11) 3095-8482
      Demais Localidades: 0800 727 8027
      Espero ter ajudado
      Gabriela

    2. Nancy, boa tarde!
      os dois são importados, o distribuidor no Brasil é a Nutriservice http://www.nutriservice.com.br.
      Porem o gorverno distribui gratuitamente até os dois anos, eu recebi para minha filha no hospital Maria Zélia ( R. Jequitinhonha, 360 03021-040 Belém São Paulo- SP). existe um formulário padrão que deve la ser retirado e preenchido pelo seu pediatra, depois retorna e dar entrada em um processo de solicitação.

  81. Tenho uma filha de 3 anos chegando no quarto,diante desses depoimentos estou assustada,pois não sabia ser tão grande o número de crianças com alergia a lactose e a glutem, o problema é que passei por vários médicos,e alguns fizeram pouco caso do problema,só que foi se agravando ao ponto de ter várias internações com penaumonia,cansaço,vomitos,diarreia,pele aspera,pele avermelhada,a dor era tanta que chegava a quase desmaiar,e muitos outros sitomas. Fiz todos os exames,nada constou no resultado,mas os problemas continuam,hoje se comer doces normais pra qualquer criança, tomar refrigerantes,sucos,bolos, pão,biscoitos,carnes vermelhas,leite nem pensar,vai parar no hospital com um quadro gravissimo e nada constou nos exames de sangue. Preciso de ajuda.Que caminho devo seguir? Médico,láboratorio,etc???

    1. Alice

      Se você morar em SP e tiver como vir para o ABC posso lhe recomendar a medica gastro que cuidou do meu filho, hoje graças a Deus ele está bem mais sofremos muito até descobrir o que ele tinha. ele era alergico a proteina de leite, soja, leguminosas.

  82. oi meu filho tem alergia a poteina do leite ele fica com o nariz cosando e tinha muita frebre e teve broncopenomonia fis ezame e foi diagnosticado gue ele tem alergia ao leite de vaca

  83. Oi Dr. há um certo tempo estou com uma alergia, fiz um ige que o médico passou e o resultado foi 29 KU/L
    ainda não fui ao médico mais pelo que já vi o resultado esta bem a baixo da minha faixa da idade, ate porque tenho 21 anos e o resultado deu uma soma de crianças de 3 anos.
    o que faço?
    abraços

  84. minha mãe tem 72 anos mais éla tem uma dor na barriga , e constante diarreia fizemos vários ezames mais se sucesso ,minha pergunta é.. Pode se alegia a lactose ja q éla toma bastante leite ?javascript: postComment(0);

    1. Bom dia, meu filho tem 17 anos e eh super alergico(respiratoria e alimentar) ! Descobri a poucos dias, atraves de exame de sangue que alem da intolerancia a leite de vaca, soja, farinha de trigo, amendoim, clara de ovo, ele esta com alergia ao GLUTEN, que causa sintomas como dores abdominais, diarreias, mal estar ao comer alguns alimentos. Muitas pessoas nao sabem pq depois de comer algumas coisas se sentem mal e pode ser o GLUTEN. Vale a pena fazer o exame

  85. minha filha tem 11 meses e ela tem alergia a leite de vaca e de leite de soja , ela tem que tomar o leite pregamin em po . mas o que posso dar a ela para comer que nao contem esse derivado como bolachas etc danone

  86. O Bruno tem 3anos, descobri a alergia a proteina do leite ele tinha 3 meses de vida.È muito difícil,ele tem pouca opçao para alimentos nos supermercados nao encontro quase nada que ele possa comer.Por duas vezes já consumiu alimentos com derivados de leite ficou muito mal,as reaçoes sao sempre as mesma:inchaço facial,lacrimejamento,chiado,dificuldade p respirar.Ao decorrer do tempo ele teve 3 internações com pneumonias mesmo tratando com pneumologista.Não sei como vai ser nossa vida não trabalho para cuidálo não me sinto segura em colocá-lo em uma escolinha não o deixo com quase ninguém porque tenho muito medo que ele coma algum alimento que não possa!

    Abraços mamãe do Bruno…

  87. meu filho tem alergia a proteína do leite de vaca estou dando o leite neocate so que ele não esta se dando com o leite queria saber se alguém já passou poriço e qual foi a solução me ajudem

  88. oi minha bb tem 3 meses e antes de saber q era alegica a lactose eu usa derivadis e nao havia nenhuma reaçao no entanto tomei um iogurte integral da minha cidade e ela apresentou diarreia com colica , gases e muito choro desde entao estou fazendo uma dieta e o exame dela deu 0,38 no alfa1 queria seber se esse valor e alto e se pode ser revertido e se a lactose dela pode ser adquirida.. MINHA BB E PREMATURA DE 34 SEMANAS……. AGRADECIDA

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>