Saúde

No lugar do tomate, o que comer?

By  | 

Desde que o preço do tomate subiu muito nas prateleiras do mercado, não se fala em outra coisa. O valor da fruta, em certos estados, passa de R$ 9 o quilo! É muito caro! Até a Ana Maria Braga entrou na questão e vestiu um colar de tomate durante o programa na semana passada. Ela quis dizer com o acessório, que o preço da fruta está tão caro que pode ser comparada a uma joia rara. Bom, os internautas não curtiram muito a ideia e o colar de tomates da Ana Maria Braga virou uma questão de piada nas redes sociais, como o Facebook.

Deixando um pouco a brincadeira de lado, o preço supervalorizado da fruta interfere no bolso do consumidor. Consequentemente, interfere na alimentação das pessoas. Como ele é uma fruta com ingredientes importantes, não deveria ficar de fora da mesa. Ele é saudável, ajuda a digerir alimentos e também aumenta a eliminação de toxinas do organismo. Isso porque ele é rico em licopeno, que é um superantioxidante natural, que consegue eliminar toxinas e resíduos, como os radicais livres do corpo. Se o preço do tomate está lá nas alturas, seu consumo é reduzido entre os brasileiros, incluindo as mulheres.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), o tomate também ameniza os riscos de doenças ligadas ao coração e ajuda a manter o corpo saudável. A fruta em si ou o molho de tomate, usado em massas, arroz e carnes, vai desaparecer por alguns dias na alimentação. Por isso, é importante pensar em alternativas para não ficar sem esse poderoso nutriente que é o licopeno. Bom, aqui entram várias questões: todas as outras fontes de licopeno devem ser ingeridas durante o dia, pelo menos 100g de um dos alimentos, para que o efeito seja o mesmo.

tomate

Fruta da época e bem mais barato que o tomate, o caqui é um destes substitutos. Claro que fazer molho de caqui não rola, mas comer a fruta no café da manhã ou como sobremesa, ajuda a nutrir o corpo com o licopeno. Além disso, o caqui é uma ótima fonte de fibras, que ajuda diretamente no funcionamento do intestino, ajudando desinchar a região abdominal. O caqui também tem vitaminas E e C, que ajudam a manter a pele mais hidratada e mais uniforme.

Assim como o caqui, a cenoura é uma fonte rica em licopeno. Ela tem uma concentração grande de vitamina C, que ajuda a dar mais força ao organismo e também evita doenças respiratórias. Já a vitamina E, encontrada na cenoura, melhora e aumenta a eliminação de toxinas alojadas no corpo, assim como o tomate. Só que a cenoura está menos da metade do preço. Além disso, a cenoura ajuda a prevenir o envelhecimento precoce e aumenta a produção de melanina do corpo, ajudando a manter o bronzeado ou deixar a pele mais uniforme.

Nesta mesma categoria se encontra a abóbora, que está com um preço bem mais acessível e ajuda muito a desinchar o corpo, já que é super rica em fibras. O alimento pode ser cozido ou misturado junto com saladas. Fica uma delícia com carnes magras ou com um molho (sem tomate) com carne moída.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!