Saúde

Anticorpos podem revelar o início de câncer de ovário

By  | 

Pesquisadores descobriram que um anticorpo específico pode vir a ser útil na identificação de mulheres que apresentam um risco maior de câncer de ovário, e possivelmente seu diagnóstico precoce. Este anticorpo específico, que foi detectado no sangue, se desenvolve como uma resposta do sistema imunológico a uma proteína, chamada mesothelin. Esta proteína está presente no câncer de ovário avançado.

O presente estudo constatou que as mulheres inférteis, que são conhecidos por apresentarem um risco maior de câncer de ovário, foram mais propensas a ter o anticorpo mesothelin. Os pesquisadores também descobriram que mulheres com câncer de ovário foram mais propensas a apresentar esse anticorpo. Este estudo constatou que existem anticorpos circulantes (mesothelin) em mulheres portadoras da infertilidade.

Ainda não se sabe ao certo o que essas descobertas podem significar, no entanto, a pesquisa dá algumas pistas e apresenta novas perguntas. Infelizmente, quase 15 mil mulheres brasileiras são diagnosticadas com câncer de ovário todos os anos, e mais de 10.000 mulheres morrem a cada anopor conta da doença.

A maioria das mulheres que desenvolvem câncer de ovário não são diagnosticadas até que a doença se encontre em estágio avançado. Se for detectado precocemente, o câncer de ovário tem uma taxa de sobrevivência de 91%, de acordo com a sociedade do câncer.

Os pesquisadores buscavam encontrar uma maneira de detectar o câncer precocemente, ou desenvolver um teste de triagem para as mulheres que apresentam alto risco de câncer de ovário antes que o mesmo se desenvolva. Testes para mesothelin não iriam funcionar, pois não são encontrados em níveis elevados até que o câncer esteja em fase avançada.

Assim, em vez de analisar o mesothelin, os pesquisadores analisaram um grupo de 110 mulheres inférteis, 28 mulheres com câncer de ovário e 24 mulheres com cistos de ovário benignos, afim de saber se estes grupos apresentavam anticorpos para mesothelin.

Eles também compararam os três grupos de mulheres em relação à mulheres saudáveis, ​​para analisar se os anticorpos mesothelin estavam presentes. Níveis significativos de anticorpos mesothelin foram encontrados em mulheres com câncer de ovário, em mulheres com infertilidade (inexplicada) e em mulheres que eram inférteis devido à falência ovariana prematura ou problemas de ovulação.

Mulheres que eram inférteis devido à endometriose não apresentaram níveis significativos de anticorpos mesothelin. Mulheres saudáveis e mulheres com tumores de ovário benignos também não tinham níveis significativos de anticorpos mesothelin. De fato, é necessário que novos estudos e exames sejam feitos, com o objetivo de criar um novo método de triagem que possa melhorar a detecção.

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: kika@patricinhaesperta.com.br Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!