Curiosidades

Dormir pouco pode encorajar decisões econômicas arriscadas

By  | 

Estudo realizado pela Duke University, nos Estados Unidos, sugere que a privação do sono pode motivar um pensamento demasiado otimista e, por consequência, encorajar a tomada de decisões com potenciais riscos econômicos.

Pesquisadores da universidade analisaram os efeitos da privação do sono em 29 voluntários adultos, que foram convidados a participar de diversas tarefas de tomada de decisões econômicas no período da manhã após uma noite normal de sono e, novamente, após uma noite de privação de sono.

Usando ressonância magnética para estudar a atividade cerebral dos voluntários após  uma noite mal dormida, os pesquisadores identificaram o aumento da atividade em regiões que avaliam resultados positivos e diminuição da atividade nas regiões que processam os resultados negativos.

O estudo, publicado em 8 de março no Journal of Neuroscience, deve ser um alerta para investidores e, em especial, para os apostadores noturnos, que com frequência perdem a noite em cassinos e casas de  apostas.

Em nota divulgada à impressa, Vinod Venkatraman, estudante de pós-graduação em psicologia e neurociência e autor do estudo, afirma que os apostadores noturnos estão lutando mais do que contra as probabilidades desfavoráveis ​​do jogo das máquinas, “eles estão lutando contra uma tendência do cérebro com o sono atrasado para implicitamente buscar ganhos enquanto desconta o impacto das perdas potenciais”.

“A privação do sono certamente torna o jogo ainda mais tentador para muitas pessoas”, acrescentou o co-autor Scott Huettel, professor associado de psicologia e neurociência e diretor do Centro Interdisciplinar de Duke Decision Sciences.

Diversos estudos comprovam que uma boa noite de sono é necessária para que o sistema nervoso trabalhe adequadamente. A falta de sono deixa o indivíduo sonolento e incapaz de se concentrar. Também prejudica a memória, o desempenho físico e reduz a capacidade para realizar cálculos matemáticos. Se a privação do sono persiste, alucinações e alterações de humor podem se desenvolver.

O sono profundo coincide com a liberação do hormônio do crescimento em crianças e adultos jovens. Muitas das células do corpo também mostram aumento da produção e repartição reduzida de proteínas durante o sono profundo. A atividade em partes do cérebro que controlam as emoções, os processos de decisão e as interações sociais são drasticamente reduzidas durante o sono profundo, sugerindo que este tipo de sono pode ajudar as pessoas a manter o funcionamento emocional e social ideal enquanto estão acordadas.

Existe o consenso de que a privação do sono pode alterar a decisão de competências e prejudicar determinadas habilidades de pensamento, como atenção e memória, mas o estudo da Duke University, acessível através do endereço http://www.jneurosci.org/content/31/10/3712.full,  foi além e centrou-se na maneira como a falta de sono pode impactar no processo decisório econômico. O estudo conclui que dormir mal ou pouco favorece a busca de ganhos e induz a minimização da perda, o que tende a encorajar riscos desnecessários e provocar consequentes perdas.

Rate this post

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: [email protected] Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

1 Comment

  1. Pingback: Dormir pouco pode encorajar decisões econômicas arriscadas « Lascène Produções

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!