Curiosidades

A origem do calendário como conhecemos

By  | 

Aproveitando a recém encerrada contagem regressiva para receber 2014, você já parou para pensar em como surgiu e quem criou o calendário utilizado em nosso país?

O calendário, por incrível que pareça, não é único e algumas nações contam os dias de maneira diferente da que conhecemos. É bem provável que você já tenha ouvido as expressões “calendário judeu” e “calendário gregoriano”, não é mesmo? É exatamente sobre as diferentes formas de contar o tempo que falaremos aqui. Confira!

calendario gregoriano

Os calendários juliano e gregoriano 

O calendário juliano foi instituído por ordem do Imperador Júlio César, em 46 a.C., para corrigir as imperfeições do calendário romano, que faziam com que as festas em comemoração à estação mais florida do ano ocorressem no inverno; tarefa dada ao astrônomo alexandrino Sosígenes.

No entanto, o calendário juliano também continha imperfeições, e, para saná-las, foi implantado o calendário gregoriano, promulgado pelo Papa Gregório XIII, que trouxe de volta o equinócio da primavera para o dia 21 de março e desfez o erro de 10 dias em vigência à época.

Com base nessa nova forma de contar os dias do ano, deixaram de existir dez dias do calendário juliano, compreendidos pelo período de 5 a 14 de outubro de 1582, de modo a atender a bula papal, que determinava que o dia posterior à quinta-feira, 4 de outubro, fosse uma sexta-feira, dia 15 de outubro. Além disso, os anos seculares (terminados em 00) só são bissextos quando forem divisíveis por 400, eliminando o atraso de três dias ocorrido a cada quatrocentos anos, no calendário juliano.

Mas o calendário gregoriano, apesar de adotado pela maioria das nações do mundo, também contém alguns problemas. Um deles é a quantidade irregular dos dias do ano, que varia de 28 a 31 dias. Há também a questão de que as semanas não são fixas e muitas vezes aparecem fragmentadas em meses diferentes.

O marco zero desse calendário é o nascimento de Jesus Cristo.

Países que adotam calendários diferentes 

Os judeus são um exemplo de nação que não adota o calendário gregoriano em alguns de seus eventos religiosos e sociais. Esse povo faz a contagem do tempo com base num calendário lunissolar, ou seja, os meses são baseados nos ciclos da Lua e o ano, ajustado com o ciclo solar.

Para eles, o ano se inicia no mês de Tishrei (setembro/outubro) e o primeiro dia teria ocorrido há 5775 anos, data em que foi criada a neshamá (alma de Adão, primeiro homem criado por Deus).

Pois é, para muitas nações, nós estamos em outro ano que não o de 2014. Gostou de conhecer essas curiosidades sobre a forma de contar o tempo?

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: [email protected] Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.