Curiosidades

Quadro do terceiro setor no Brasil

By  | 

A APAE de São Paulo visa a integração de pessoas com Deficiência Intelectual no mercado de trabalho. Além de atuar na prevenção e qualidade de vida desses brasileiros. A instituição é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, que existe há mais de 50 anos.

A Associação Americana sobre Deficiência Intelectual do Desenvolvimento (AAIDD) define a Deficiência Intelectual explica que entre as características estão a limitação no funcionamento intelectual e no comportamento adaptativo, comum nas habilidades práticas, sociais e conceituais, que começa antes dos 18 anos de idade. Essa deficiência pode ser causada por fatores genéticos, distúrbios na gestação, dificuldades no parto ou após o nascimento.

Buscando a inserção das pessoas com deficiência no mercado de trabalho, a APAE oferece cursos profissionalizantes nas áreas de administração, alimentação, industrial e lavanderia. A partir dos 16 anos já é possível inscrever-se nas aulas que tem duração de 1 ano.

Na área administrativa, o curso abrange as funções de auxiliar administrativo e de almoxarifado, arquivista e mensageiro. No ramo de alimentação, os cargos são de garçom, cumim, copeiro, auxiliar de padeiro e de cozinha.

No segmento industrial, os alunos poderão atuar como alimentador de auxiliar de produção, etiquetador, embalador e linha de produção. Já no setor de lavanderia os interessados poderão atuar como atendentes, auxiliares e passadores.

Nesse período, os alunos recebem noções sobre o mercado de trabalho, além de teorias na parte prática e teórica. Segundo dados da instituição, cerca de 90% dos jovens com deficiência intelectual, que se inscreveram no curso, permanecem ativos no mercado de trabalho.

Empresas interessadas em contar com essa mão de obra, recebem da APAE assessoria técnica e suporte, durante o período de 12 meses, para acompanhar a adapetação do funcionário em seu cargo.

O Lar Escola Cairbar Schutel que abriga crianças de ambos os sexos, de 0 a 17 anos, em situação de risco social, desde janeiro de 1963, oferece lar, ensino, cuidados médicos, alimentação e educação moral para desenvolver cidadãos conscientes de seus direitos e deveres.

A maior dificuldade enfrentada pelo LECS é renovar o quadro de voluntários que auxiliam nas atividades da instituição. Entre essas atividades estão a produção de artigos de artesanato para venda, todos os recursos obtidos são revertidos em prol do Lar Escola Cairbar Schutel.

Mais de 600 crianças passaram pela instituição. Desse índice, 580 voltaram aos seus lares de origem, 21 foram adotadas no Brasil e 10 forma adotadas por famílias de outros países. Apenas 60 ainda estão no abrigo.

Os interessados em ser voluntários do LECS podem atuar diretamente com as crianças, em atividades extra-curriculares e em momentos de recreação.

O terceiro setor tem recebido tanta atenção que o Centro Cultural da Bíblia está oferecendo o curso ‘Captação de Recursos para o Terceiro Setor’ para interessados no segmento. A aula acontece na segunda-feira, dia 22 de agosto e vai abordar as estratégias para buscar os recursos, os requisitos mínimos para começar essa atividade, o potencial de doadores, a negociação, a mudança de paradigmas dos doadores e a importância de um profissional voltado para essa área.

O Centro Cultural da Bíblia fica na Rua Buenos Aires, 135 e para obter outras informações entre em contato pelo telefone (11) 2281-9643 ou pelo email [email protected]

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: [email protected] Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!