Saúde

Refrigerantes e sucos artificiais associados à doenças cardíacas em mulheres

By  | 

Beber duas ou mais bebidas adoçadas artificialmente (refrigerantes e sucos artificiais) por dia, pode aumentar o risco de uma mulher para o desenvolvimento de doenças cardíacas e diabetes, mesmo que esse hábito não a faça engordar. Refrigerantes, sucos e outras bebidas adoçadas artificialmente são alvos frequentes na guerra contra a obesidade. Muitos esforços, tais como proibir essas bebidas em máquinas de venda automática nas escolas, visam reduzir a exposição a essas bebidas e as calorias as mesmas fornecem.

Mulheres na meia idade que tem o hábito de beber refrigerantes e sucos artificiais (duas vezes ao dia ou mais) estão quase quatro vezes mais propensas a ter altos níveis de gorduras no sangue, chamada triglicérides, além de ter os níveis sanguíneos de açúcar prejudicados (conhecido como “pré-diabetes”), quando comparado com as mulheres que não bebiam ou bebiam em menor quantidade. Além disso, as mulheres que bebem dois ou mais refrigerantes por dia também apresentam mais gordura abdominal, mas não necessariamente mais peso.

A gordura da barriga, ou obesidade abdominal, apresenta maiores riscos à saúde que a gordura em outras áreas do corpo, porque está mais profundidade e podem produzir hormônios e outras substâncias que afetam negativamente a pressão arterial, colesterol e produção de insulina.

Se somar estes riscos você terá a chamada síndrome metabólica, um aglomerado de fatores de risco que tem sido associado à doenças cardíacas, diabetes e derrame.

As mulheres que bebiam mais de duas bebidas artificiais por dia apresentavam mais riscos de doenças cardíacas e diabetes do que as mulheres que bebiam menos de um refrigerante ou suco artificial por dia (mesmo na ausência de ganho de peso). Os mesmos achados não foram observados entre os homens. Não há consenso sobre o porquê de bebidas artificiais não afetaram os homens da mesma maneira, mas pode ser que as mulheres necessitam de menos energia para o metabolismo do que os homens.

Elas tem corpos menores, menos massa muscular e precisam de menos calorias do que os homens. O hábito de beber refrigerante e sucos artifiacias é muito comum, no entanto, é algo que se pode controlar com mais facilidade do que a alimentação. Não estamos falando de fazer uma hora de exercícios físicos ou mudar completamente os hábitos alimentares e comprar apenas alimentos orgânicos.

Simples escolhas alimentares podem ter um papel crítico na determinação de risco para doenças cardiovasculares. E lembre-se, muitas vezes as mulheres fazem escolhas alimentares para toda a família, então o impacto dessa questão pode ser muito maior.

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: kika@patricinhaesperta.com.br Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!