Vida Saudável

Alimentação Árabe – Parte Final

By  | 

Os pratos árabes, por serem tão variados, possuem valores calóricos muito diferentes.

Por exemplo:

– 100g de homus = 313 Kcal;

– 100g de charutinho de repolho = 66,73 Kcal.

Se você estiver controlando sua alimentação preste atenção nessas extravagâncias, informe-se ou fale com a nutricionista.


Alguns pratos Árabes:

– Zaatar para comer com azeite e pão;

– Coalhada seca (labna);

– kibe cru (kibe naye) que ela preparava para o almoço;

Homus

– Sopinha de coalhada maravilhosa, dos deuses, que é o xix barak;

-“Chawarma” – (filezinhos de carne com tahine, tomates, cebola e especiarias);

– “Lubie bi zet” (vagem com azeite) para comer com pão;

– Café árabe de verdade (decantado), naquelas xicarazinhas redondas;

– Falafel (bolinho de favas, típico egípcio);

– Kibe labaniye (kibe com uma sopa de coalhada);

– Mjadra (arroz com lentilhas)

Dança do Ventre – A Sublime Arte Milenar…

Dança do VentreA cultura oriental nos presenteia com uma das mais belas artes: a dança do ventre. Uma das danças mais antigas da qual se tem notícia, num tempo estimado de 4 mil anos antes de Cristo.

A dança do ventre é uma experiência que pode trazer muitos benefícios, por ser um exercício para mente, para o corpo e para a alma.

Veja no que ela pode te auxiliar, pelo lado:

Biológico

– regulando hormônios do aparelho reprodutor, aliviando cólicas, regulando o intestino, promovendo a irrigação sangüínea no útero (podendo oferecer maior fertilidade a mulher).

Estético

– definindo o corpo feminino (modelando quadril, pernas cintura, braços, abdômen e glúteos), corrigindo a postura, aumentando a flexibilidade e alongamento, melhorando a coordenação motora e o equilíbrio.
Psicológico

– promovendo o auto conhecimento, a auto estima e o despertar da mulher interior.

Espiritual

– Descongestionando os chakras e plexos através do despertar, liberando tensões, descontraindo , relaxando, libertando emoções reprimidas e purificando a mente.

Intelectual

– desenvolvendo a inteligência através do corpo (expressão corporal), inteligência espacial (capacidade de visualizar, criar e se mover pelo espaço), inteligência interpessoal (emocional), inteligência musical (aprendendo tempos, frases e ritmos)

Sexual

– descontraindo e entrando em contato com o feminino.

Por fim: “Dançar é uma das formas de vitalizar os centros energéticos inerentes a todo ser humano. A dança do ventre é uma arte, pois nela encontram-se diversos simbolismos sagrados descritos pelos movimentos do corpo feminino.

A dançarina pode ter qualquer idade; não é preciso ser jovem. É preciso ser mulher.” (frase de Lulú Sabongi).

Fonte: Site Médico

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico minha vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, não poderia fazer outra coisa na vida. Com muito amor compartilho minhas dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros.com.br. E-mail: [email protected] @blogdakika

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.