Gorduras da lipoaspiração podem ser transformadas em células-tronco

Cientistas transformam sobras de gordura, da lipoaspiração, em célula-tronco.

Descoberta ajuda a evitar a polêmica gerada pelo uso de células-tronco de embriões humanos.

Gordura humana é “um recurso natural abundante e renovável”, com isso, muitos pacientes estão doando as gorduras da lipoaspiração. Michael Longaker, cirurgião plástico, prevê um futuro em que médicos serão capazes de usar a gordura, do próprio paciente, para fazer tecidos e órgãos doentes. “Mesmo se você está em grande forma, ainda há gorduras suficientes para ser colhida na maioria dos pacientes”, acrescentou o médico Longaker, co-autor do estudo.

Como funcionarão?

As células reprogramadas (células-troncos pluri-potentes induzidas) são capazes de se transformar em qualquer tipo de célula do corpo.

Para criar estas células-tronco, os cientistas injetaram um tipo de vírus em células musculares lisas encontradas na gordura que envolve vasos sanguíneos. Uma vez dentro, os vírus introduzidos reprogramarão as células, estimulando-a a crescer em novas formas. O surpreendente é que o método funciona, disse Longaker.

Os métodos com gordura, evita a controvérsia ética sobre o uso de células-tronco embrionária, originalmente, colhidas de embriões humanos não utilizados em clínicas de fertilização. Além disso tecidos ou órgãos cultivados a partir de células-tronco do próprio paciente, se torna menos provável a rejeição pelo organismo.

Outra busca, dos pesquisadores, é a rapidez em desenvolver as células-tronco em um curto tempo. Para no momento em que constatar um problema no paciente, fosse capaz de gerar o tecido, por exemplo, dentro de algumas semanas.

Fonte: National Geographic

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>