Saúde

Crianças com sobrepeso tem mais chances de se tornarem adultos obesos

By  | 

A maioria das crianças com sobrepeso e obesidade estão a caminho de se tornarem adultos obesos, aumentando o risco de desenvolverem diabetes tipo 2, pressão alta, colesterol alto e doenças cardíacas, segundo um novo estudo. Mas se essas crianças conseguem regular seu peso e evitar a obesidade na idade adulta, eles não estão em maior risco de problemas de saúde do que as pessoas que apresentavam um peso normal independente da idade.

Pesquisadores da Finlândia analisaram dados de quatro estudos de cerca de 7 mil crianças americanas, finlandesas e italianas. As crianças que tinham em média 11 anos de idade quando começaram os estudos, foram acompanhadas por cerca de 15 anos. Apenas 14% das crianças com peso normal tornaram-se adultos obesos. Mas entre 775 crianças que apresentavam sobrepeso ou eram obesas, quase 65% tornaram-se adultos obesos. Quando os pesquisadores excluíram crianças com sobrepeso e analisaram apenas crianças que eram obesas, 82% dessas crianças se tornaram adultos obesos.

Em comparação com crianças com peso normal que não eram obesas na idade adulta, as pessoas que apresentavam sobrepeso ou obesidade na infância e tornaram-se adultos obesos, tinham taxas muito mais elevadas de problemas de saúde.

Esses problemas de saúde incluíam uma chance 5 vezes maior de desenvolver diabetes tipo 2; chance 3 vezes maior de hipertensão arterial;  risco 2 vezes maior de altos níveis de LDL “colesterol “ruim”, risco 3 vezes maior de altos níveis de triglicérides e um risco 2 vezes maior de aterosclerose ou estreitamento das artérias.

No entanto, para aqueles que tinham um problema de peso quando ainda eram crianças, mas não se tornam adultos obesos, as taxas dessas condições não eram diferentes do que as taxas das pessoas que estavam com peso normal quando eram crianças e não-obesos na idade adulta. Pesquisas anteriores já haviam revelado que, se você é obeso ou apresenta sobrepeso na infância, o risco para doenças cardiovasculares na idade adulta é significativamente maior.

O que descobrimos de forma consistente em todos estes grupos é que o sobrepeso ou a obesidade infantil não é um fator de risco independente, mas que as crianças que se tornam adultos obesos e não-obesos podem ter um risco semelhante ao das crianças que mantem o peso normal durante toda a vida. As crianças foram consideradas com sobrepeso quando apresentavam um IMC de 25 ou acima. Cerca de 13% das crianças estavam com sobrepeso ou obesas.

Entre os adultos, 55% estavam com sobrepeso ou obesos. Este estudo revela a importância de prevenir o sobrepeso e a obesidade em crianças, e de lidar com essa questão no início da vida, se as crianças começam a ganhar peso excessivo. É importante lembrar que não quer dizer que as condições sejam permanentes, ou seja, se a criança está acima de seu peso normal e corre o risco de desenvolver doenças cardiovasculares, isso não significa que esse risco não possa ser reduzido ou eliminado por completo.

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: kika@patricinhaesperta.com.br Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!