Saúde

Cuidados com o consumo de açúcar na gravidez

By  | 

Mulheres grávidas que consomem mais doces e refrigerantes (com açúcar) durante o primeiro trimestre de sua gravidez, são mais propensas a gerar filhos obesos em relação a aquelas cujo consumo é menor. Há algo sobre a exposição dos bebês aos doces quando ainda estão no  útero que pode torná-los obesos. O fator de risco é independente do ganho de peso da mãe durante a gravidez ou do seu peso inicial.

Pesquisadores examinaram cerca de 300 mulheres, analisando a ingestão de alimentos durante a gravidez. Eles também revisaram os registros dos pesos dos bebês ao nascerem e aos 6 meses de idade. Os resultados foram os seguintes: Gestantes que consomem bebidas com excesso de açúcar no primeiro trimestre da gestação, apresentaram um risco maior de darem a luz a bebês obesos. Para as mulheres que tinham um peso normal antes da gravidez, com um índice de massa Corporal de 18,5-24,9, o ganho de peso recomendado é de 25 a 35 libras.

As mulheres que iniciam a gravidez com excesso de peso, com um IMC de 25 a 30, devem ganhar entre 15 e 25 quilos. Mulheres que estão abaixo do peso na pré-gravidez, com um IMC inferior a 18, devem ganhar entre 28 e 40 quilos.

As mulheres com sobrepeso e obesas, que estavam consumindo mais de 20% de suas calorias dos doces (doces, balas, refrigerantes) apresentaram um risco 2 vezes maior de gerarem bebês com sobrepeso ou obesos. Por isso, as mulheres devem limitar a ingestão de doces no início da gravidez, pois dessa forma estarão diminuindo também o risco de obesidade de seu filho.

Pesquisas anteriores mostraram que as mulheres que ganharam muitos quilos durante a gravidez também aumentaram suas chances de ter excesso de peso após o nascimento dos bebês. Em um estudo paralelo, foi criado um novo programa de dietas e exercícios moderados, o que ajuda as mulheres grávidas a ganharem maior qualidade de vida.

Os cientistas recrutaram cerca de 400 gestantes, incluindo aquelas com um peso saudável, sobrepeso e obesidade. Metade dessas mulheres tinham um programa de estilo de vida que incluía alimentação regrada e excercícios físicos. As mulheres com peso normal que tiveram acompanhamento médico eram mais saudáveis e apresentavam peso compatível, ao contrário das mulheres  que não receberam a orientação.

Os principais fatores de estilo de vida que ajudaram foram:  Controle diário do peso, alimentação balanceada e o controle de ingestão de calorias. As mulheres que receberam o acompanhamento foram mais propensas a voltarem ao seu peso pré-gravidez.

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: kika@patricinhaesperta.com.br Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!