Sem categoria

Exagero é o grande inimigo do peso

By  | 

Um em cada dez brasileiro possui uma alimentação balanceada, foi o que apontou uma recente pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE. O índice mostrou que o brasileiro abusa da gordura, do açúcar e do sal.

O neuropsiquiatra especialista em emagrecimento, Dr. Sidney Chioro revela que o abuso é causado pelo impulso de comer. Um agente controla o cérebro e o induz a comer mais, mesmo quando a pessoa não está com fome.

O especialista da um exemplo, quando a pessoa está com um saco de salgadinhos ou biscoito, não consegue parar de comer ou não come até se sentir saciado, ao contrário disso, ele come até acabar com o pacote.

É importante controlar esse impulso, de acordo com Chioro, porque ele pode levar ao desenvolvimento de problemas de saúde, como o excesso de peso e problemas cardiovasculares.

Como tratamento, Chioro separa as emoções e a fome, a primeira é acendida pelas necessidades psíquicas, enquanto a segunda é gerada por necessidades orgânicas. Após esse momento já é possível diagnosticar se o aumento de peso é causado pelo impulso ou por retenções intestinais.

Para obter bons resultados durante o processo de emagrecimento e manter o peso perdido, após o tratamento, o especialista deve eliminar as duas causas, desta forma o paciente perde peso sem deixar de comer o que gosta.

Pizza: de vilã a aliada

Considerada o pesadelo de quem está de dieta, que possui queijo, massa e outros ingredientes que enchem a boca de qualquer um de água agora pode ser aliada. A pizza pode ser uma opção saudável e fazer parte de uma alimentação balanceada.

A endocrinologista e nutróloga Ana Palma Kareiva Simioli cota que a escolha da massa é o primeiro passo para não fazer um alimento tão calórico, o sabor da massa determina o valor calórico, basta ficar de olho nesse aspecto e optar por uma com menos calorias. No máximo duas opções de queijo devem fazer parte da pizza.

Milho, pimentão, champignon, escarola, rúcula, tomate, ervilha, alcachofra, alcaparras e shitake – tipo de cogumelo japonês, cebola e palmito podem fazer parte da pizza, sem o menor problema, enumera Ana Palma.

É recomendado ainda o cuidado com o azeite, que deve ser consumido sem exagero. As pizzas mais leves podem ser consumidas entre uma ou duas fatias, sem pesar na consciência.

Para alertar os fãs de pizza, a nutróloga argumenta que ingredientes ricos em gordura como bacon, calabresa, provolone, catupiry , gorgonzola e parmesão devem ser consumidos de forma moderada. E, de preferência, não devem estar combinados em uma mesma pizza.

Ana Palma Kareiva Simioli explica que o cuidado deve estar relacionado também aos tipos doces do alimento, já que excedem o número de calorias em apenas uma refeição.

Os interessados em perder peso ou em mantê-lo possuem dicas importantes, mas nenhuma dessas informações substitui o acompanhamento de um especialista. Procure sempre um médico, de acordo com suas necessidades, porque apenas ele está apto a dar algum diagnóstico e, com isso, seu tratamento.

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: [email protected] Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!