Saúde

Obesidade associada ao risco de câncer endometrial

By  | 

O ganho de peso (significativo) após a menopausa pode estar associado a um risco maior de desenvolver câncer de endométrio, sugere um novo estudo realizado na França. O tecido adiposo é a principal fonte de estrogênio circulante em mulheres na pós-menopausa, o estrogênio promove o desenvolvimento de câncer endometrial. Na condução do estudo, os pesquisadores analisaram uma pesquisa feita entre 1998 e 2008, com o histórico de mais de 38.000 mulheres na pós-menopausa, onde foi analisado o histórico de peso, estilo de vida, hábitos alimentares, dentre outros.

Em 2007, 560 das mulheres haviam sido diagnosticadas com câncer endometrial, um câncer que ataca o útero, afetando o revestimento uterino. Após o ajuste para o índice de massa corporal (uma medida que leva em conta a altura e o peso da pessoa), o estudo revelou que as mulheres que ganharam 20 quilos ou mais, corriam um risco duas vezes maior de desenvolver câncer endometrial.

Embora o estudo tenha encontrado uma associação entre o ganho de peso após a menopausa e o risco de câncer endometrial, não apresentou provas de causa e efeito.

No entanto, os pesquisadores concluiram que o ganho de peso durante a idade adulta deve ser evitado, dessa forma, é possível minimizar o risco de câncer endometrial. Mulheres que ganharam peso e estão com sobrepeso ou obesas devem tentar perder peso, embora a maioria das perdas de peso não seja mantida.

Os autores do estudo observaram que novos estudos são necessários, pois dessa maneira será possível  determinar se o tempo de ganho de peso e o efeito “sanfona” (perder e ganhar peso várias vezes) durante a vida adulta desempenham um papel importante em relação ao câncer endometrial. Além disso, é preciso descobrir se a perda de peso realamente reduz este risco.

A maioria das mulheres se preocupam em perder peso em pouco tempo, se submetem à dietas rigorosas e conseguem bons resultados. No entanto, perder peso em um espaço curto de tempo pode não ser a forma mais eficaz de emagracer, pois as mudanças extremamente rigorosas na alimentação e no estilo de vida acabam sendo abandonados quando o objetivo é alcançado.

Obviamente, em alguns meses a mulher acaba engordando novamente, em muitos casos ultrapassam o peso em que estavão antes de começar a dieta. Por isso, as mudanças não precisam ser tão drásticas, no entanto, devem ser mantidas à longo prazo. Uma alimentação equilibrada, a prática de exercícios físicos e boas noites de sono com certeza irão ajudar na perda de peso.

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: kika@patricinhaesperta.com.br Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!