Saúde

Obesidade pode agravar incontinência urinária

By  | 

Se você está faz parte do gigantesco grupo de mulheres que sofrem de incontinência urinária, saiba que a perda de peso pode aliviar os sintomas de forma significativa, sugere um novo estudo (publicado na revista “Mulher Ativa!”). O estudo descobriu que quando as mulheres perderam cerca de 9% % do seu peso corporal, a frequência de episódios de incontinência urinária caiu quase pela metade. Sem dúvida alguma o peso é um dos maiores fatores de risco para o desenvolvimento de incontinência e do agravamento da incontinência urinária.

Milhares de mulheres no mundo inteiro apresentam problemas de incontinência urinária, sendo que em boa parte dos casos foi encontrada uma associação entre o  sobrepeso e a incontinência. Na verdade, muitas outras pesquisas têm sugerido que a perda de peso pode ser extremamente benéfico para aliviar os sintomas de incontinência urinária. Para confirmar os fatos, 500 mulheres (entre 30 e 50 anos) foram analisadas, apresentando um índice de massa corporal (IMC) que giravam em torno de25 e 50, sendo que, um IMC acima de 25 é considerado sobrepeso e acima de 30 é considerado obeso.

Todas as mulheres experimentaram pelo menos 10 episódios de incontinência em um período de sete dias.

Todas as mulheres experimentaram pelo menos 10 episódios de incontinência em um período de sete dias. Dois terços das mulheres foram aleatoriamente designadas para o grupo de intervenção, que incluía dieta, exercícios físicos e modificação de comportamento, enquanto o terço restante para o grupo de controle, recebendo quatro sessões de educação sobre a perda de peso, alimentação saudável e atividade física.

Todas as mulheres receberam um livreto de auto-ajuda, com dicas para melhorar a sua incontinência urinária. O grupo de intervenção reuniu-se uma hora por semana, durante seis meses e foram colocadas em um protocolo estruturado, incluindo dieta e exercício, projetado para ajudá-las a perder entre 7 e 9% do seu peso inicial.

O grupo de intervenção perdeu cerca 8% do seu peso corporal, ou cerca de 17 quilos cada uma. O grupo de controle perdeu 1,6% do seu peso corporal, ou um pouco mais de 3 quilos cada uma.

Após seis meses, o número semanal de episódios de incontinência teve uma queda de 47% para as mulheres do de intervenção, em comparação com 28% no grupo controle. O grupo de intervenção também relatou menos episódios de incontinência urinária de esforço, que é provocada pela pressão extra de rir, tossir ou espirrar. A pressão reduzida por conta da perda de peso faz com que a pressão sobre a bexiga seja bem menor.

Ela disse que estes resultados confirmam que a perda de peso pode ser considerado um tratamento extremamente eficaz para mulheres com incontinência unrinária.

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: [email protected] Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!