Saúde

Psoríase pode alterar os níveis de colesterol (HDL)

By  | 

A inflamação causada pela psoríase pode desencadear alterações nos níveis de colesterol de uma pessoa, incluindo o enfraquecimento da função de lipoproteína de alta densidade (HDL), o colesterol “bom”, sugere uma nova pesquisa realizada nos EUA. Os pesquisadores disseram que, se confirmado, suas descobertas podem ajudar a explicar por que as pessoas com psoríase (uma doença crônica da pele) estão em maior risco de ataque cardíaco, derrame e morte cardiovascular, especialmente se a psoríase é moderada ou grave.

Curiosamente, muitos pesquisadores tem observado que os níveis de HDL podem ser menores em estados de inflamação, tais como artrite reumatóide, psoríase e até mesmo a obesidade. No entanto, essas novas descobertas sugerem que, além de níveis mais baixos, a inflamação crônica associada à condições como psoríase podem alterar a composição e também diminuir a função de HDL, informaram os pesquisadores.

No estudo, os pesquisadores mediram os níveis de colesterol de cerca de 78 pessoas com psoríase e examinaram o número e tamanho das partículas de colesterol. Os resultados foram comparados com os de 84 pessoas que não sofriam com a doença.

Os pesquisadores descobriram que os pacientes com psoríase tiveram um maior número de lipoproteína de baixa densidade (LDL), ou “mau” colesterol, partículas não relacionadas com outros fatores de risco ou obesidade. Os pesquisadores também observaram que essas partículas eram menores.

Em um segundo estudo, os pesquisadores examinaram o HDL dos participantes e o nível de colesterol das células envolvidas na aterosclerose, ou “endurecimento das artérias”. Os resultados revelaram que a psoríase estava associada à uma redução no benefício protetor do bom colesterol em cerca de 25%.

Embora o estudo tenha revelado uma associação entre a psoríase e a função de HDL, não conseguiu provar uma relação de causa e efeito, e os pesquisadores dizem que mais estudos são necessários para confirmar essa ligação. No entanto, os pesquisadores mostraram que a psoríase é um importante fator de risco para a doença vascular, e agora é possível identificar e, finalmente, tratar as vias pelas quais a psoríase aumentam estes riscos.

A psoríase é mais comum na raça branca, pode afetar tanto os homens quanto as mulheres e não se trata de uma doença contagiosa. Apesar de haver algumas teorias de que a psoríase pode ser controlada através da alimentação, não há nada comprovado. O mais indicado é evitar o estresse, pois é um fator determinante para o desenvolvimento da psoríase.

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: kika@patricinhaesperta.com.br Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!