Saúde

Qualidade do sono associada à pressão arterial elevada

By  | 

Novas pesquisas afirmam que se o sono não é de qualidade as chances de desenvolver pressão alta podem aumentar. No estudo, os homens com níveis mais baixos dos estágios mais profundos do sono, conhecido como sono de ondas lentas, apresentavam uma chance 80% maior de desenvolver pressão alta do que os homens com níveis mais altos deste sono restaurador.

A ligação foi comprovada, independentemente de outros fatores, como obesidade ou quanto tempo os homens dormiam. Por isso, as reduções no mais profundo estágio de sono são especificamente associadas a um risco maior de desenvolver pressão alta. O estudo reforça outras pesquisas que associaram o sono com o risco maior de obesidade, problemas cardiovasculares, entre outros males. Cerca de 800 homens foram avaliados (com idade média de 75 anos), que faziam parte dos resultados de distúrbios do sono em idosos. Entre 2004 e 2006, os homens não apresentaram pressão arterial elevada.

No entanto, quando os participantes voltaram para um acompanhamento, entre 2008 e 2010, os pesquisadores descobriram que 243 homens tinham desenvolvido pressão arterial elevada. Os pesquisadores dividiram os homens em quatro grupos, desde aqueles com a menor quantidade de sono de ondas lentas para o maior.

Os pesquisadores levaram em conta a idade, raça, índice de massa corporal, além de outros fatores, mesmo assim, a ligação entre o sono de ondas lentas e aumento da pressão arterial era presente.

Mesmo quando os pesquisadores levaram em conta distúrbios respiratórios e da duração do sono em geral, a ligação também era presente. O sono de ondas lentas diminui com a idade, as crianças podem ter 40% (do sono total) de ondas lentas, equanto os adultos, em geral, podem ter apenas cerca de 25%.

Neste estudo, os homens tinham em média, apenas 11% do sono de ondas lentas. Outros estudos têm mostrado que o sono de ondas lentas é menor em homens mais velhos do que nas mulheres. Enquanto o estudo observou uma associação entre sono de ondas lentas e pressão arterial elevada, ainda não se conhece a causa e efeito desse processo.

O novo estudo, vai mais longe ao sugerir que a qualidade do sono, especificamente a quantidade de sono profundo, é tão importante na sua saúde geral quanto a quantidade real do tempo de sono. Durante o sono, a pressão arterial cai (normalmente), dessa forma, quando a queda da pressão é afetada pela falta de sono profundo, a mesma pode ser tornar elevada durante o dia. Por isso, quando você acorda várias vezes durante uma noite de sono, estará  perturbando seu sono de ondas lentas, aumentando o risco de desenvolver pressão arterial elevada e a saúde de maneira geral.

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: [email protected] Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.