Beleza

Tratamentos Para Estrias: Vejam as Opções!

By  | 

Existem diversos tratamentos disponíveis para tratar as estrias, e falaremos agora dos mais utilizados.

Conteúdos Nesse Artigo:

Peeling: Para Todo Tipo de Estrias

São vários os tipos de peeling que podem ser usados para tratar as estrias, mas os que utilizam ácido retinoico são os mais utilizados. Eles são feitos em consultório dermatológico e usam uma concentração de ácido maior do que a utilizada para uso caseiro. O ácido é aplicado sobre a pele e permanece lá por até oito horas, sendo retirado pelo paciente em casa, durante o banho. Enquanto isso não acontece, a região fica isolada com uma espécie de filme plástico.

Como estimula a produção de colágeno, apresentem resultados em todo tipo de estrias, mas agem mais efetivamente nas estrias mais recentes, ainda avermelhadas.

Captura de tela inteira 30062013 153909

Subcisão: Para Estrias Largas e Antigas

A subcisão, que também é indicada para o tratamento de celulite, consiste em uma técnica que insere agulhas bem finas nas estrias para ajudar a romper a fibrose no interior das células. Os movimentos com as agulhas são circulares e é comum que surjam hematomas após a sessão, embora o movimento seja bastante suave.

Essa técnica ajuda muito no caso das estrias mais antigas e largas, já que geram uma reorganização do tecido. O correto é que seja feito em conjunto com outros tratamentos, como a dermoabrasão ou os ácidos, pois assim os resultados são potencializados.

A parte ruim do tratamento é que os hematomas demoram para desaparecer e a pessoa precisa ficar longe dos exercícios físicos por, em média, dez dias. No mais, não é recomendada a exposição solar enquanto os hematomas permanecerem na pele.

Intradermoterapia

No caso das estrias profundas e largas, a intradermoterapia é bem indicada e oferece resultados relevantes. O tratamento é feito com uma injeção na estrias que geram reações do organismo que estimulam as fibras de colágeno e fazem uma reorganização das fibras elásticas.

São necessárias, em média, 10 sessões com frequência semanal, e como o procedimento é dolorido, utiliza-se um anestésico tópico.

Laser

O laser, assim como a luz pulsada, é um tratamento que gera resultados rápidos, e por isso é muito utilizado atualmente. Ele pode ser usado de forma associada para gerar resultados ainda mais rápidos e melhores.

O que ele faz é estimular a produção de colágeno e ajudar na reconstrução das fibras elásticas.

A aplicação é rápida e dura, em média, 20 minutos, e o tratamento é indicado para todo tipo de estrias, inclusive as brancas, que são mais velhas e, portanto, mais difíceis de serem tratadas.

O tratamento é feito por um médico dermatologista e existem algumas contraindicações, como, por exemplo, a doença do colágeno, o lúpus e problemas de coagulação.

 Luz pulsada

O tratamento realizado com a luz pulsada apresenta resultados rápidos, e é mais indicado para estrias recentes e avermelhadas. Aqui  é emitida uma espécie de luz, como acontecer no laser, que gera “calor” e acaba levando a um maior estímulo do colágeno, o que leva ao preenchimento parcial das estrias, com redução da inflamação, da largura e da profundidade das mesmas.

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico minha vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, não poderia fazer outra coisa na vida. Com muito amor compartilho minhas dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros.com.br. E-mail: kika@patricinhaesperta.com.br @blogdakika

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!