Bem-estar

Pare Com A Autossabotagem Já!

By  | 

Por mais absurdo que pareça, a autossabotagem é um dos mecanismos mais comuns aos seres humanos, que acaba, inconscientemente, atentando contra si mesmo, como se, no fundo, não fossem merecedores de algo.

A chave para entender a autossabotagem é analisar a quantas anda a sua auto estima, que é determinada, em grande parte, pelo relacionamento com os pais, com os amigos e com os colegas de trabalho.

Além disso, determinados padrões estabelecidos ao longo da vida, assim como modelos de comportamento que adquirimos lá na infância podem ser determinantes no ato de se sabotar.

Sair desse ciclo de autossabotagem não é fácil, mas algumas dicas podem ajudar! Confiram abaixo:

autossabotagem

1-    Pare de se comparar com os outros!

A comparação gera, quase sempre, frustração e uma ansiedade tão grande que levam à autossabotagem. O outro é sempre melhor, mais bonito, mais bem sucedido, mais inteligente, mais tudo, e você, coitada, só fica com a pior parte.

É preciso compreender que as pessoas são diferentes, possuem potenciais diferentes e, por isso, se comparar a quem quer que seja é uma perda de tempo! O certo é investir em suas capacidades e em seus talentos, sem olhar para a grama do vizinho!

2-    Pra quê tanto medo?

O medo de fracassar, de perder e de não ser bom (boa) o suficiente é uma das molas propulsoras da autossabotagem, já que a pessoa evita tentar pra não perder.

O medo é um sentimento tóxico, que paralisa e funciona, também, como autodefesa. E, pior, não evita que nada aconteça. Ou seja, aprenda a lidar com as perdas e com as derrotas, que são parte da vida de todo mundo.

3-    Pare de repetir os mesmos erros!

É normal que passemos a vida repetindo os mesmos comportamentos, mesmo que eles sejam maléficos, ou reproduzindo na vida adulta aquilo que vivemos na infância. Por isso, é comum que a menina que viu o pai humilhando a mãe procure relacionamentos tão destrutivos quanto. Muitas vezes a pessoa não se dá conta de que ela está repetindo um comportamento lá do passado ou, quando tem essa noção, não consegue evitar.

Claro que isso ocorre de maneira inconsciente, mas a verdade é que, em muitos casos, sua maior inimiga é você mesma, e para romper com esse padrão é preciso, primeiro, reconhecê-lo.

4- Você é merecedora!

Um dos maiores problemas de quem se sabota é a tal da “síndrome da impostora”, que faz com que a pessoa subestime seus talentos e capacidades, se ache sempre incapaz e, por isso, vive com o eterno temor de ser “desmascarada”.

Essa síndrome é muito comum em quem foi desvalorizada e diminuída de alguma forma, em alguma fase da vida.

Aí, a pessoa cria a crença de que não pode, não consegue, não é capaz e, pior, de que não merece, e, por isso, acaba sabotando suas chances profissionais e pessoais.

Romper com esse ciclo não é nada fácil, e o primeiro passo é aceitar que você merece, sim, uma vida feliz, uma carreira de sucesso e um relacionamento prazeroso.

Acredite: você pode e merece ser muito feliz!

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico minha vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, não poderia fazer outra coisa na vida. Com muito amor compartilho minhas dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros.com.br. E-mail: [email protected] @blogdakika

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Content is protected !!