Carreira e Dinheiro

A Importância da Resiliência no Mercado de Trabalho

By  | 

Em momentos de crise cada pessoa reage de uma forma específica. Há aquelas que se desesperam e “fogem” da situação e da realidade, há as que jamais se recuperam e há, ainda, aquelas que enfrentam a situação, não sem grande dor.

Mas um número pequeno de pessoas consegue, além de enfrentar a situação de “frente”, enxergar naquela situação uma experiência que ajuda no crescimento emocional. Ou seja, existem pessoas que sabem e conseguem “tirar proveito” das situações difíceis, sendo consideradas resilientes.

A resiliência é um conceito originado da física e remete a capacidade que determinados materiais possuem de “acumular energia” quando submetidos a certas situações, absorvendo os impactos, não se rompendo e, ainda, voltando à forma original. É o popular bambu, que balança, pende para um lado, para o outro, mas não quebra!

Em relação às pessoas, a resiliência é a capacidade de lidar, enfrentar e superar os problemas, perdas, traumas,  rupturas, crises e situações caóticas, transformando essas experiências negativas em uma oportunidade de crescimento e mudança, buscando, diante da realidade que se apresenta, soluções possíveis.

not_455_201210111572

Essa qualidade, que é de extrema importância para a vida das pessoas, vem sendo muito requisitada no mercado de trabalho, já que as empresas querem funcionários que saibam lidar com as crises e, mais que isso, saibam suportar a pressão, tenham planos alternativos, as famosas cartas na manga, diante de situações imprevistas, e transformar aqueles momentos conturbados em uma oportunidade de crescimento e fortalecimento, utilizando, para isso, a criatividade em busca de soluções alternativas.

Estudos comprovam que os funcionários resilientes são os que mais possuem a probabilidade de crescimento, podendo chegar a liderança, já que as crises são cada vez mais constantes e é de fundamental importância que os líderes sejam resilientes para saberem conduzir a empresa e os funcionários nesses momentos .

Se você não nasceu com essa característica, saiba que é possível aprendê-la e incorporá-la à própria personalidade em qualquer fase da vida, independente da idade. Assim é possível, a qualquer tempo, aprender a ser resiliente, ou, ainda, desenvolver ainda mais essa característica, que muitas vezes já existe, mas de forma contida, minimizada.

Já existem terapias específicas para ajudar as pessoas a se tornarem mais resilientes e nessas terapias se trabalha a flexibilidade diante das circunstâncias, a tolerância diante das diferenças, a capacidade de trabalho em situações de tensão e a adequação diante das mudanças que são constantes na vida de qualquer pessoa.

Outra coisa essencial para os que buscam essa característica é saber conviver com os outros e reforçar essa convivência, pois é convivendo, compartilhando e fazendo parcerias na vida que se aprende a superar e, mais que isso, tirar lições e aprendizados positivos de situações negativas.

Além disso, aprender com os próprios erros é essencial, assim como lidar de forma saudável com isso, enxergando o erro como uma experiência que trouxe aprendizados importantes e não se prendendo a isso, mas, sim, procurando consertar o erro e seguir em frente, buscando soluções e se recuperando rápido.

Tornar-se resiliente se mostra, assim, uma necessidade para a vida profissional e emocional.

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico minha vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, não poderia fazer outra coisa na vida. Com muito amor compartilho minhas dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros.com.br. E-mail: [email protected] @blogdakika

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Content is protected !!