Dieta

Tenho intolerância a lactose, o que fazer?

By  | 

Tomar um “pingado”, ou melhor um café com leite de manhã, é uma atitude comum para algumas pessoas. Mas, para 70% da população brasileira este hábito alimentar está sendo substituído por outros alimentos, em decorrência de um problema gástrico denominado como intolerância a lactose.

A intolerância a lactose é a incapacidade do corpo humano de digerir o açúcar do leite. Este problema pode ser congênito (desde o nascimento) ou surgir do processo de envelhecimento humano.

É preciso mudar hábitos alimentares para ter uma vida saudável

É preciso mudar hábitos alimentares para ter uma vida saudável

Quando ingerimos leite ou derivados, o nosso corpo realiza uma digestão do açúcar natural existente no leite.  Esse processo de digestão é desenvolvido por uma enzima chamada lactase.

Em algumas pessoas, este processo é realizado de forma ineficiente, pois, a enzima é mal absorvida pelo corpo, passando a ser fermentada pela flora intestinal, causando desagradáveis sintomas, tais como: gases, distensão abdominal, diarreia e cólicas após a ingestão de alimentos que contenham lactose.

Este problema de digestão ocorre porque a lactose não absorvida pelo corpo, passa pelo cólon (intestino grosso), onde é consumida por bactérias.

Neste momento, gases como o hidrogênio e o metano são produzidos por estas bactérias, causando os sintomas, anteriormente mencionados.

As crianças que nascem com este tipo de intolerância alimentar, geralmente são bebês prematuros, nascidos com menos de trinta semanas de gestação.

No entanto, nos bebês nascidos de gestações completas, os casos de intolerância a lactose são raros e de caráter hereditário.

Em contrapartida, existem pessoas que desenvolvem intolerância a lactose com o decorrer dos anos. Este problema pode ser causado em decorrência de uma incapacidade de produção do corpo, ou através de uma inibição temporária, causada por uma infecção alimentar, por lesões intestinais crônicas ou ainda por retiradas cirúrgicas de longos trechos do intestino (síndrome do intestino curto).

É importante ressaltar, que as pessoas que apresentam algum sintoma de intolerância a lactose devem ser avaliadas por um médico especialista o mais rápido possível.

Diagnosticado a deficiência alimentar, o tratamento deve ser realizado para manter uma fixação do nível de tolerância.

O paciente também vai precisar seguir rigorosamente uma dieta prescrita pelo médico especialista ou pelo nutricionista.

Esta dieta vai isentar ou diminuir a ingestão de alimentos com lactose. Consequentemente, o nível de cálcio que essa pessoa vai possuir em seu corpo vai diminuir. Fato que deve ser acompanhado rigorosamente pelo médico especialista, evitando futuros problemas.

É importante destacar também, que a intolerância a lactose não é o mesmo que alergia ao leite.

A alergia ao leite é uma hipersensibilidade que alguns indivíduos tem, em relação ás proteínas presentes nos laticínios. Com este tipo de deficiência alimentar os sintomas são mais severos, tais como: congestão respiratória, edema, coceira, vômitos, dentre outros.

Os alérgicos ao leite não podem consumir produtos com baixo teor de lactose, diferentemente das pessoas que apresentam intolerância a lactose.

Caso você tenha intolerância a lactose fique tranquilo, pois, este problema é uma deficiência do seu organismo e não uma doença.

Controlando esta deficiência alimentar, é possível ter uma vida tranquila e saudável com uma dieta equilibrada e gostosa.

 

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico a vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, por isso... com muito amor <3 compartilho dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros. Insta: @blogdakika E-mail: kika@patricinhaesperta.com.br Lindona, se gostou, clica na estrelinha acima e vote ;-) Compartilhe com suas amigas. Beijos no coração.

2 Comments

  1. Fabio Fagundes

    at

    Artigo deixa muito a desejar e parece ter sido escrito há 50 anos (nota 1) e sem revisão (nota 2):
    Nota 1: Pessoas intolerantes a lactose podem ter uma vida normal se ingerirem comprimidos de lactase durante as refeições, sendo uma suplementação comum no mundo todo.
    Nota 2: "Em algumas pessoas, este processo é realizado de forma ineficiente, pois, a enzima é mal absorvida pelo corpo, passando a ser fermentada pela flora intestinal": a Enzima Lactase não é mal absorvida, mas sim produzida deficientemente pelo corpo, e muito menos fermenta, pois o que fermenta é a lactose.

    • fagnersouza

      at

      Fábio, obrigado pelos seus argumentos que enriqueceram nosso artigo.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!