Dieta

Vício em Comida: Existe Isso?

By  | 

O mundo está cada vez mais obeso, e isso já é praticamente uma epidemia, tanto que muitos tratam o tema como um verdadeiro vício, vício de comida, assim como existe vício em drogas e em álcool.

O debate é intenso e a comunidade científica se divide. O que se sabe, contudo, é que se é um vício, seu combate é dificílimo, já que uma das formas mais utilizadas para controlar qualquer vício é evitar objeto desse vício, assim, alcoólatras evitam álcool e ambientes que tenham bebidas, mas não há como evitar a comida, porque sem ela ninguém vive.

O debate chegou a um nível em que a União Europeia financiou um projeto, o NeuroFAST, para  tentar definir se o comer compulsivo é ou não um vício.

Até o presente momento somente a compulsão alimentar, que está relacionada a obesidade, pode ser considerada como um vício, já que esse comer compulsivo gera danos físicos e psicológicos como outros tipos de vícios.

Captura de tela inteira 30042013 232735

Sim, comer compulsivamente é uma obsessão, algo que a pessoa não consegue controlar. Ela pensa naquilo o tempo todo e, muitas vezes, come que nem sente. Ela precisa da comida, de cada vez mais, assim como um drogado precisa da droga. Não há controle, e nisso a compulsão se iguala a qualquer outro vício.

Estudos revelam que a dopamina, que é um neurotransmissor relacionado com inúmeros vícios, exibe exatamente o mesmo comportamento no cérebro de obesos e de drogados, o que sugere que o ato de comer pode sim, ser um vício, e um vício como outro qualquer, tão difícil de tratar quanto.

Mas, como o mundo vive da discordância, há estudiosos que discordam. E quem discorda sustenta que a compulsão não deve ser rotulada como vício porque, sob o enfoque psicológico, isenta a pessoa da responsabilidade sobre o seu vício, o que é prejudicial para a cura do mesmo, porque denota que a pessoa não tem controle, que ela não consegue controlar a  compulsão.

E, dizem outros, não conseguem realmente, porque quanto mais a pessoa come, quanto mais pele ela tem, o organismo passa a liberar hormônios que “pedem” cada vez mais comida, cada vez mais doces, cada vez mais gorduras. Ou seja, é um ciclo vicioso que parece não ter saída.

Sendo vício ou não, o fato é que tratar esse tipo de problema é extremamente difícil, já que é impossível se abster de comida e todos terão contato com ela o dia todo, todos os dias. Pior, em todos os lugares existem comidas que praticamente “gritam”, então a coisa complica.

Contudo, é possível controlar a ingestão de alimentos, e isso exige sim, força de vontade, mas exige também tratamento medicamentoso, porque a obesidade é uma doença, e como doença deve ser tratada.  Da mesma forma que um alérgico precisa de remédios constantemente para conter a alergia e evitar as crises alérgicas, os obesos e as pessoas que possuem compulsão por comida precisam de medicamentos para conter essa compulsão e evitar os ataques de gula. Negar isso é ignorância, para dizer o mínimo.

Kika - Sou blogueira há 10 anos, dedico minha vida a produção de conteúdos sobre beleza e cabelos. Amo, amo, o que faço, não poderia fazer outra coisa na vida. Com muito amor compartilho minhas dicas no PatricinhaEsperta e CabelosLoiros.com.br. E-mail: [email protected] @blogdakika

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.